Ponta Porã, Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
28/06/2016 14h10

Artigo: O valor bruto da produção agropecuária‏

Por José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM, Comentarista da Rádio Jovem Pan.

Divulgação: Dora Nunes
 
 

O valor bruto da produção agropecuária do Brasil deve cair 3,3% neste ano comparado ao ano passado. Deveremos ter 504.4 bilhões de reais em 2016 versus 521.9 bilhões de reais de 2015.

A razão desses números se trata da queda de produção e da produtividade, principalmente em lavouras de alto impacto como arroz, feijão, e milho. Os levantamentos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura aponta também para redução nas frutas.

As lavouras no Brasil representam 327.5 bilhões de reais, praticamente 65% do total do valor bruto da produção, e a pecuária 176.9 bilhões de reais. Estas informações de queda nas lavouras e de menor receita do valor bruto da produção significam avisos e alertas de alta relevância. Para darmos os saltos que o Brasil pode e deve dar no aumento da oferta de todos os seus produtos, tanto para o mercado externo quanto interno, precisamos de um projeto, um plano do Brasil para 400 milhões de toneladas e muito treinamento e estímulos para adotarmos em altíssima velocidade a integração lavoura pecuária e floresta, nos próximos 10 anos.

Isso quer dizer na mesma área onde só havia pastagem degradada poderemos ter soja, milho, feijão, frutas, piscicultura, árvores, inclusive nativas, água, carnes. Ou seja, sem um projeto Brasil 400 não iremos competir, principalmente do lado de fora das porteiras das fazendas. E, em contrapartida, se nada fizermos, poderemos estancar no patamar que atingimos, sem coordenação das cadeias produtivas, seguro, estoques, armazenagem e acima de tudo, investimentos e educação.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

Envie seu Comentário