Ponta Porã, Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
22/05/2015 11h30

Leia a coluna Pontaporainforma com Tião Prado

A caravana da saúde foi um sucesso em Ponta Porã

Redação (TP)
 
 
Tião Prado Tião Prado

Olá a todos estamos de volta...Sempre digo em meu programa de Rádio na 91.5 FM Cerro Cora de Pedro Juan Caballero que estou na politica desde muito novo, na década de 70, mais precisamente em 76, lá em Nova Andradina, já andava em minha magrela com o cartão do Getúlio Gideão pregado na garupa, não sei porque, mas sempre tive um carinho especial por este gaúcho que chegou na cidade devido as inúmeras serrarias que se instalava na cidade, era o ciclo da madeira, e lá estava aos “Bauermeister” , que tinham as suas serrarias por aquelas bandas, e geravam empregos e renda para cidade.

 
Getúlio Gideão. Getúlio Gideão.

Getúlio de um lado, Baiano do outro, este era o cartaz, de campanha daquela eleição, e os adversário eram, seu Migliorini com seu Deco e o Dr. Tiokaio, bem como de costume nessa vez perdemos as eleições, mas depois o Getúlio virou deputado estadual e fez a sua historia na cidade e região, distribuiu muitos brinquedos no dia das crianças, foi embora e agora tá de volta a Nova Andradina.

Nós tínhamos a nossa turma, além de minha pessoa que mais parecia um risco de tão magro, alias, como diz o Paulinho Mixaria, era só nariz e cabelo, pois eram anos 70 né, claro ai vinha a turma, Gerson Lopes, Marinho, que todos conheciam por Mario ‘Fofoca’, não sei porque do apelido, Neco e o Toninho do Zico Calçados, o Tarzã, o Ratinho, Marquinhos, filho do Marcão, Claudecir, que não jogava nada, mas era o primeiro a chegar no campinho ao lado da Praça Brasil, Albertino, dava coice até na mãe quando estava em campo, claro que tinha o Marcio Pezão, foi um grande vereador e presidente do SENA, campeão estadual de 1992, tinha mais algumas pessoas que a idade me impede de lembrar o nome, mas era muito bom esse tempo.

 
Gerson Lopes Gerson Lopes

O meu irmão Orlando Canto era mais velho e tinha outra turma, o Canto insiste em dizer que ele jogava bem, mas nós acreditávamos porque é irmão né...é da família, ai já viu né.

Voltando a politica, se tô nesse meio desde este período aprendi de tudo um pouco, sendo que nas eleições de 1982, nós, eu e o Gerson Lopes, trabalhávamos na campanha do Valter Pereira e do Sérgio Cruz, o Pau na Mula, Mendes Canale e Wilson Martins para governador, e andava aquela cidade feito doido, em uma Kombi pilotada pelo Bugrinho. Se estou a tanto tempo na correria, tenho que conhecer um pouco mesmo de politica.

Assistindo o Jornal Nacional e vi o deputado Hugo Motta, pedindo a exumação do corpo do falecido deputado Janene do Paraná, o motivo, é que o dito cujo se meteu em tanta maracutaia, em tantos golpes, que acham que ele deu a volta na morte, pode isso, ai já é demais, mas olhando a ‘capivara’ dele, ele tá no rolo do mensalão e da grana na cueca e pra fechar está envolvido na maioria das tramoias da operação lava-jato, os caras não estão acreditando que de tanto rolo que ele esteja envolvido, a morte o tenha levado tão fácil aos 55 anos de idade.

Mas, já no final da tarde desta quinta-feira (21), já ficou tudo confirmado, não teve jeito, a morte o levou mesmo, deixou a viúva e os familiares tendo que explicar tudo.

 
foto: Tião Prado (Pontaporainforma). foto: Tião Prado (Pontaporainforma).

A Caravana da Saúde foi um projeto daquele que um politico faz e acerta em cheio, tanto é verdade que nunca na história de Ponta Porã, que já recebeu quatro presidentes da Republica, nunca tinha recebido a visita de um governador tantas vezes, em menos de 20 dias foram duas vezes, a primeira para lançar os trabalhos da caravana da saúde, e a segunda, pra ir pra galera, como dizia o seu ‘boneco’, personagem da escolinha do professor Raimundo.

Literalmente o que se ouvia das pessoas que estavam, e que foram atendidas pela caravana da saúde, que o projeto deu, e muito certo, em Ponta Porã foram quase 50 mil atendimento em todos os setores. No dia ‘D’ tinha gente de toda região, prefeito, vereadores, secretários, colaboradores e pessoas com problemas de saúde e lá estavam eles, os políticos, o governador Reinaldo Azambuja era o centro das atenções e era só sorriso, o deputado Kayatt do outro, hora ou outra Reinaldo empurrava a cadeira do Kayatt, tinha ao lado o prefeito Ludimar Novais, os vereadores e era só alegria e descontração entre todos.

 
foto: Tião Prado (Pontaporainforma). foto: Tião Prado (Pontaporainforma).

A certa altura da visita de Reinaldo foi apresentado ao governador o cão da tropa de elite da PM de Dourados, um baita de um Rotwailler, que ficou todo pomposo com os afagos, mas quando o vereador Otaviano Cardoso chegou perto, o cachorro, não gosto do edil e deu um pega nele, por pouco Otaviano não vira vitima ali mesmo. Ai eu disse em tom de brincadeira claro, que havia sido o prefeito Ludimar que havia atiçado o cachorro no Otaviano, todos riram, Otaviano aproveitou para cumprimentar o prefeito e as visita continuaram por todos os locais dos atendimentos.

E começou o tão espera ‘reordenamento’ do trânsito Ponta Porã, alguns sinaleiros já foram trocados por outros mais modernos, em breve serão instalados mais alguns e também algumas rotatórias estão sendo construídas, para nós, moradores da vila dos professores e que usamos a rua Jorge Salomão com a Antônio João, a instalação de uma rotatória naquele local já mudou e muito o transito ali, foi mais um acerto da administração municipal.

 
foto: Tião Prado (Pontaporainforma). foto: Tião Prado (Pontaporainforma).

Estão faltando exatamente 147 dias para que se defina em que partido cada um quer estar para ser pré-candidato a prefeito. O prefeito Ludimar em entrevista a nossa reportagem se derreteu de amores pelo PMDB, que tem por lá o Brunoí e o Chico Gimenez que querem ser candidatos a candidatos a prefeito. Mas também tem espaço garantido do PR do deputado e companheiro Paulo Correa.

A professora Leny, ao lado do Márcio Cruz fizeram de tudo para organizar bem o PSDB, mas esqueceram de convidar o Hélinho, que foi a reunião pelas mãos da ex-vereadora Dulce Manosso, o clima ficou meio desajeitado por lá.

O Miudinho, quer ser pré-candidato, mas não quer ficar no DEM, se for para o PMDB já sabe que será pedreira, mas ainda não sabe o que fazer, ou até sabe, mas não quer dizer nada.

O Marcelino Nunes, esta muito bem em PROS, foi a Campo Grande e voltou feliz por ser indicado para executiva estadual, e está vivendo um bom momento como presidente da Câmara, e disse que se o cavalo passar arreado, ele pula em cima e quer jogar uma armada positiva, alias ele sempre esta no lugar certo e na hora em certa.

O Otaviano está sem saber o que vai fazer, se Ludimar for pro PR, ele tem que sair do partido e corre o risco de perder o mandato, se ficar e o Ludimar for, vai ter que pedir votos do prefeito, que sempre tece duras criticas.

Não sei se é verdade, mas pelas contas do IBGE, a Câmara de Ponta Porã passará, já nas próximas eleições a ter 17 vereadores, uma vez que já passamos de 80 mil habitantes a algum tempo e a lei é claro, mais de 80 mil, 17 vereadores.

Sendo assim cada partido poderá lançar até 30 candidatos...vai faltar eleitor isso sim.

E por falar no ex-deputado Sérgio Cruz, que foi um dos melhores parlamentares que já conheci, ele passou a assinar uma coluna com vídeo todos os dias em nosso site Pontaporainforma, e estivemos recebendo a visita do ilustre amigo durante a passagem da caravana da saúde.

Abs e até a próxima que espero, seja breve...adoro escrever essa coluna, mas como tenho doença de ‘gato’, demoro um pouco.

 

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.