Ponta Porã, Sexta-feira, 27 de abril de 2018
02/04/2015 10h10

Leia na Coluna Pontaporainforma o caso da PEC da maioridade penal

Os deputados Federais do MS estão divididos em favor e contra a PC 171/93.

Dora Nunes
 
 
Tião Prado, radialista e jornalista a 36 anos, foi vereador em Amambai. Tião Prado, radialista e jornalista a 36 anos, foi vereador em Amambai.

Existe um ditado que diz: "A mão que afaga, é a mesma que atira pedras'...pois bem, usei essa frase para relatar este texto, dias atrás publiquei uma aqui uma critica ao deputado Federal Carlos Marun, pessoa que admiro e sempre respeitei, mas como ele falhou comigo, me senti no direito de critica-lo...hoje quero fazer justiça ao deputado, pois ele, exercendo um mandado que o povo lhe confiou, esta em defesa de todos nós que já fomos furtados ou assaltados por menores delinquentes neste Brasil afora, e é favorável a redução da maioridade penal,"A Câmara reflete o pensamento do povo. Nós estamos lá por causa do voto do povo", disse o deputado "... conforme matéria publicada aqui no site sob o titulo :"Com ressalvas, deputados federais de MS são favoráveis à redução da maioridade", e terá meu apoio.

Já a deputada, conhecida como 'bonequinha de luxo', Tereza Cristina, nunca deve ter sofrido nenhum problema com os menores, pois nessa mesma matéria diz que: Tereza Cristina Corrêa da Costa (PSB) disse que ainda tem dúvidas sobre a matéria e prefere estudar melhor o assunto antes de assumir uma posição.

Os políticos, todos eles tem que ver que eles são servidores públicos, e assim sendo funcionários do povo, se bem que em Brasilia, ninguém é de ninguém, e devem nos defender, tanto é que a grande maioria, não a unanimidade, pois como dizia o poeta, essa unanimidade é burra, tem que votar pela maioria.

Os diretores da Famasul e dos Sindicatos do estado, que ajudaram com doações para a campanha dessa parlamentar, deveria entrar em contato com ela e cobrar o apoio, pedindo que ela também se manifeste em defesa dos seus eleitores e da população do estado, que tem os seus bens e vidas, ceifadas, furtados e roubados, por estes menores.

Aqui não cito os deputados Federais petistas de nosso estado, porque eles sempre ficam em situação difícil, uma vez que sempre preferem defender, as minorias, neste caso os menores delinquentes.

É muito interessante os direitos humanos falarem sobre o direito de uma segunda chance aos menores delinquentes, e quando falam menores delinquentes lembro daqueles que realmente executam crimes hediondos, pois bem e o direito daquele que teve a sua vida ceifada por um menor de idade, o direito dessa pessoa estudar, casar ter netos, trabalhar, enfim viver. E o direito do filho ter o privilegio de ter a presença de seu pai ou da sua mãe; e o que dizer daqueles pais que perderam o direito de desfrutar da presença do filho amado, brutalmente retidos do convívio familiar pelo dito "menor", que muitas vezes tem porte e corpo de adulto formado.

Peça o voto sim pela PEC 171/93...veja bem ela é de 1993...tenho dito.