Ponta Porã, Domingo, 21 de janeiro de 2018
24/10/2014 11h

Passaram-se 50 anos e ainda não sabemos conviver com ‘essa tal democracia’.

No Congresso se troca emendas parlamentares por votos nos projetos de interesse do governo

Por: Tião Prado
 
 
Tião Prado, radialista desde 1979, jornalista, ex-vereador em Amambai e diretor do Site Pontaporainforma. Tião Prado, radialista desde 1979, jornalista, ex-vereador em Amambai e diretor do Site Pontaporainforma.

Pois bem, sou daquelas pessoas que penso e tenho a convicção de que o voto não devia ser secreto, pois se fosse aberto evitaria uma serie de coisas ruins para o País e evitaria tantos escândalos como estamos vendo. Disseram que vivíamos em um País democrático e os nossos políticos são cara de pau que até colocaram isso na constituição federal, onde diz que “todos somos iguais perante a lei, temos o direito de ir e vir e se manifestar livremente”.

Para começar vamos as tais manifestações do Muda Brasil durante o ano passado e uns dias antes da copa, e pelo visto não passou de piada, porque a repressão através das policias do governo Petista da presidente, é aquela mesmo, que lutou ‘pela tal democracia’, aquela que sequestrou, assaltou banco, enfrentou a policia e foi até exilada e deu um cala na boca nos nossos dubles de manifestantes e todos se calaram.

A tal Sininho, que se diz politicamente correta, até impedida de fazer uma palestra na UFGD por força de uma liminar, sumiu do mapa, uma vez que contra ela tem uma longa ficha criminal, isso depois que resolveu enfrentar a maquina do governo Petista.

E veja bem, se essa mesma Sininho não esteja por ai pedindo voto para Dilma, porque uma vez que são todos petistas.

Ontem, quinta-feira (23), assisti ao debate entre Reinaldo e Delcidio e até em alguns momento achei que estava assistindo o Zorra Total, como diz o ditado, era o "sujo falando do mal lavado". O Delcidio era o grande mestre do Universo, pois é engenheiro civil, se uma pessoa que não mora no estado assistiu ao debate, passou a achar que ele, Delcidio, voltou da Europa preparado e fez o Mato Grosso do Sul, foi dele a ideia do gasoduto, foi ele que trouxe mais recursos para o estado, é ele que fez isso, aquilo e aquilo e outro, parece que lá em Brasília, só tem ele de parlamentar, uma vez que em nenhum momento citou os demais parlamentares que colocaram recursos nas emendas coletivas, que ‘ele’ diz que mandou pra cá.

Mas daí pensei, se o cara é tão fera mesmo, como explicar que se gastaram 5 milhões de reais em um centro de convenções para 400 pessoas; a sala de recepção foi tão mal feita que esta interditada e o local de estacionamento, aos fundos, quando chove, enche de água, e o pior, não tem um portão de acesso ao local, quem vai ao local tem que entrar pelo portão do Horto Florestal. Ésério gente, faltou as famosas obras de infraestrutura, e nós temos que entrar pelas portas laterais do local, a porta da frente nunca foi sequer aberta, isso se alguém sabe onde é a porta da frente daquele local, que ainda por cima leva o nome do pai do referido senador, que nem sabe onde fica Ponta Porã.

O Reinaldo, com aquela cara de bom moço, quando o assunto foi os presídios, ele virou para o Delcídio e disse: “De cadeia vocês do PT entendem bem não é mesmo, toda a cúpula do seu partido esta preso lá na Papuda em Brasília, por inúmeros crimes contra o povo brasileiro”.

Agora convenhamos, penso que a grande maioria dos brasileiros, não sabe para que serve um deputado Federal e um Senador, mas não se surpreenda, o Tiririca que teve mais um milhão de votos a quatro anos também não sabia, e continua não sabendo. O parlamentar tem que votar leis, fiscalizar o governo Federal na liberação e aplicação de recursos, mas não pelo que esta colocado, o parlamentar tem que arrumar emendas, milhões de reais em emendas, e quando lá na frente ele deveria fiscalizar como estes recursos foram aplicados, ai ele some, as obras são mal feitas e quase sempre ficam inacabadas.

Para refrescar a memoria do eleitor as ‘emendas’ parlamentares foi um forma que o governo Fernando Henrique inventou para comprar, isso mesmo, comprar os votos do parlamentares para votar as suas propostas, através de projetos de leis, quando as enviava para o senado e a Câmara dos deputados. Tanto é verdade que o projeto de reeleição custou milhões de reais em emendas, dividas negociadas e inúmeros canais de TV e rádios por este Brasil afora, e ai sim Fernando Henrique Cardoso foi reeleito presidente.

Falando de eleição no cenário nacional, a Dilma, junto com o PT ,estão a 12 anos no poder e agora estão prometendo o ‘novo’, um governo diferente, mais voltado ao povo, vai continuar a erradicar a pobreza e o desemprego; desemprego que, segundo ela, e essa ‘maquina falida’ chamada de IBGE, insistem em dizer que esta na casa dos 7 %, mas se é só isso mesmo, porque 25 milhões de famílias recebem o bolsa família, que se colocar marido e esposa nessa conta já se soma 50 milhões de pessoas, 50 milhões de votos comprados, bem ali na cara da justiça.

O Aécio, como disse o Diogo Minardi outro dia, parece que nem esta vivendo no Brasil. O mundo caindo ao seu lado e ele parece que esta em um comercial de margarina, sorrindo, achando graça de tudo, e com cara de que se for eleito vai tirar de letra tudo isso. Resta esperar.

Essa ‘tal democracia’ é assim, o Tribunal Superior Eleitoral, gasta milhões em peças publicitárias onde diz que o povo não pode vender o seu voto, eleição é coisa séria, então tá!

Claramente cada candidato, seja qual cargo for, quando faz a sua declaração de quanto gastou na campanha, as cifras são altíssimas e os doadores as mais diversas empresas que amanhã vai estar ai na frente da sua casa, quebrando a calçada para colocar os canos do saneamento, que nem sempre são de boa qualidade, a água potável, asfalto, que nem sempre é de primeira, os postes que estarão recebendo os fios, por onde vai passar a energia mais cara do mundo e os fios de telefone e internet, que nunca funcionam, ou no caso da net nunca tem porta na central para te fornecer a internet de qualidade.

Você que me deu o privilegio de ler este texto até aqui só tenho a agradecer. O texto é um desabafo de quem conhece o poder de todos os lados. Meu currículo político é extenso, teve inicio em 82 quando, jovem e naquela ânsia de tirar do poder os indicados pela ditadura, apoiamos Wilson Martins para governador, Mendes Canale, Marisa e Moca para senador, Plinio Martins, Flávio Derzi e Marçal Filho 3 vezes, para deputado Federal, Valter Pereira, o barbudo de óculos, Veimar Marques, Zenobio Neves dos Santos para deputado estadual, Getulio Gideão para prefeito de Nova Andradina, Alcides Sãovesso, prefeito de Batayporã, Daniel Escobar, Geraldo Felipe Correa, Valdir Perius, Dirceu Lanzarini para prefeito de Amambai, Flávio Kayatt e Hélio Peluffo Filho para prefeito de Ponta Porã, Tião Silva, Chico Carfran, Ramão de Deus e Dulce Canto para vereadores e claro, tive que votar em mim mesmo três vezes para vereador, sendo eleito em uma, ficado na primeira suplência na segunda e na segunda suplência na terceira, se continuasse a sair candidato acho que nem eu mesmo votaria em mim.

O pode é embriagante, todos adoram o poder, mas cheguei a conclusão de que o meu trabalho, tanto aqui no site, como na radio é apaixonante, faço o que gosto e ainda ganhando um bom dinheiro pra isso, então melhor fazer as coisas com amor, do que somente pelo dinheiro, mas é claro que o dinheiro é sempre bem vindo e aprendi a conviver com a falta dele e em alguns momentos, tendo ele nas mãos.

Para hoje era isso, um grande abraço a todos e uma ótima eleição. Que vença os que conseguiram passar a mensagem mais positiva e que o eleitor faça bom proveito de seu voto, pois eu voto 90, ou seja 45 lá e 45 cá.

Eu sou o Tião Prado, não represento muita coisa, mas tenho um voto, e olha que este voto é muito importante, já ganhei a eleição por um voto.

Envie seu Comentário