Ponta Porã, Quinta-feira, 19 de abril de 2018
11/07/2017 14h20

Mata virgem de 5 hectares desaparece e moradores suspeitam que ela foi enterrada

Denúncia do desaparecimeno da mata foi registrada no Ministério Público

Midiamax
 
 

O "desaparecimento" de uma mata virgem que pode ter ente cinco e oito hectares está intrigando os moradores do Distrito de Vila Vargas localizado às margens da BR 163 no município de Dourados. O assunto corre de boca a boca no vilarejo, mas ninguém se atreve a falar abertamente sobre o assunto.

Os agricultores da região suspeitam que a mata, um dos últimos remanescentes florestais da época da criação da Colônia Agrícola Nacional de Dourados (CAND) de 1943, tenha sido enterrada. Onde havia as árvores frondosas restou apenas a terra limpa.

Uma denúncia foi protocolada sob o numero 11.2017.0000.2757-6 na ouvidoria do Ministério Púbico Estadual que deverá investigar o caso já que se for confirmado representa um grave crime ambiental.

Os moradores afirmaram que se o proprietário da mata tivesse uma autorização dos órgãos ambientais ele não estaria enterrando as árvores e sim comercializando as madeiras.

A propriedade, segundo a denúncia, fica na BR 163 entre o Condomínio Triunfo e uma indústria de fertilizantes. Um agricultor que preferiu não se identificar, disse ao Midiamax, que na mata "desaparecida" existiam um casal de onças, dezenas de macacos pregos e ainda era "morada" de cutias, lagartos; tatus galinha peba e peludo além das aves que procuravam alimentos nas copas das árvores.

Um comerciante também disse ao Midiamax que algumas pessoas ouviram os tratores de esteira trabalhando, mas não se importaram. Em seguida outros moradores próximos viram o enterro das árvores. Hoje, segundo o comerciante, que também não quis se identificar, "todo mundo está sentido a falta da mata".

Envie seu Comentário