Ponta Porã, Terça-feira, 24 de abril de 2018
26/09/2017 06h

Governo confirma horário de verão para 15 de outubro

Governo vai avaliar se mantém o horário de verão para 2018 em diante e diz que cancelamento agora, além de ser às pressas, poderia afetar medidas adotadas para garantir o abastecimento de energia elétrica

Congresso em Foco
 
 
Governo vai avaliar se mantém o horário de verão para 2018 em diante e diz que cancelamento agora, além de ser às pressas, poderia afetar medidas adotadas para garantir o abastecimento de energia elétrica Governo vai avaliar se mantém o horário de verão para 2018 em diante e diz que cancelamento agora, além de ser às pressas, poderia afetar medidas adotadas para garantir o abastecimento de energia elétrica

Depois de rumores de que poderia cancelar o adiantamento dos relógios este ano, o governo federal confirmou nesta segunda-feira (25) a manutenção do horário de verão. A medida vale de 15 de outubro a 17 de fevereiro. Nesse período, os moradores do Distrito Federal e dos dez estados das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste terão de adiantar seus relógios em uma hora.

Um estudo do Ministério de Minas e Energia apontou queda na eficácia do programa, mostrando que a diferença no consumo de energia está mais associada a picos de consumo em dias quentes do que ao horário.

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, alegou que tem tomado medidas para não comprometer a oferta de energia elétrica, situação que poderia ser agravada caso não houvesse qualquer tentativa de redução do consumo. O governo entendeu que, mesmo reduzida, a economia entre os consumidores ajudaria no setor elétrico.

O ministério informou que avaliará, a partir de 2018, se mantém ou não o horário de verão. A mudança no relógio alcançará o Distrito Federal e os estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul (Centro-Oeste), Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo (Sudeste), além do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina (Sul).

Envie seu Comentário