Ponta Porã, Segunda-feira, 23 de abril de 2018
22/11/2017 06h40

Crianças do projeto Florestinha plantam árvores no canteiro central em frente à Governadoria

O plantio faz parte das comemorações de mais um ano do Florestinha, explicou o coordenador-geral do programa, coronel Queiroz.

Portal do MS
 
 
Foto: Edemir Rodrigues Foto: Edemir Rodrigues

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Mato Grosso do Sul realizou nesta terça-feira (21.11) mais uma ação do projeto Florestinha para recuperação de áreas degradadas. Doze crianças plantaram cem mudas de árvores nativas no canteiro central da avenida do Poeta Manoel de Barros, em frente à Governadoria. Outras plantas também foram colocadas no entorno do prédio, que fica no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

O plantio faz parte das comemorações de mais um ano do Florestinha, explicou o coordenador-geral do programa, coronel Queiroz. "No próximo dia 23 de novembro vamos completar 25 anos de atividades. Para essa data está prevista uma ação no shopping Bosque dos Ipês, onde os alunos do projeto Florestinha vão participar de uma campanha contra o câncer", conta. Segundo ele, a prática do plantio de mudas para o reflorestamento ocorre durante todos os meses do ano, em escolas e outros pontos das cidades.

"São 120 crianças que participam do Projeto, em duas unidades: uma é no Parque Cônsul Assaf Trad e a outra no Parque Estadual Matas do Segredo, inaugurado pelo governador Reinaldo Azambuja em abril de 2015. Além do plantio de mudas, as crianças são as responsáveis pela educação ambiental da PMA. Elas levam palestras e atividades para escolas de todo o Estado. Só este ano foram mais de 30 mil alunos que receberam esse atendimento", diz o coronel.

 
Foto: Edemir Rodrigues Foto: Edemir Rodrigues

De acordo com a psicóloga do Florestinha, a soldado Mari, a PMA realiza trabalho biopsicossocial com as crianças. "É uma ação conjunta que visa o desenvolvimento completo do jovem, na áreas ambiental, psicológica e social. Há ainda o trabalho de comportamento, hierarquia e disciplina, da carreira militar", pontua. Segundo ela, os alunos participam do Projeto no contraturno das escolas e também recebem reforço escolar e alimentação. Pais interessados na inscrição de crianças podem ter mais informações por meio do site.

"É uma oportunidade muito boa debater o meio ambiente no Projeto Florestinha e ensinar os alunos das escolas que a gente visita com palestras e atividades. São aprendizados que vão nos ajudar para o futuro, pois sem o meio ambiente não somos nada. Então, aprendo muito e procuro sempre levar essas experiências para minha vida", afirma o menino Caio Carvalho (foto capa), que tem 12 anos e está há três no projeto da PMA.

Envie seu Comentário