Ponta Porã, Segunda-feira, 23 de janeiro de 2017
07/01/2017 08h

Lutador diz que voltou ao UFC para 'família não passar fome'

Veterano explica motivos de ter dado trégua a guerra com o Ultimate por luta no UFC 209

Lance
 
 
Mark Hunt é um dos pesos pesados mais respeitados no mundo das lutas (FOTO: Reprodução)
Foto: LANCE! Mark Hunt é um dos pesos pesados mais respeitados no mundo das lutas (FOTO: Reprodução)
Foto: LANCE!

Irritado com o Ultimate desde o caso de doping de Brock Lesnar dias depois da derrota sofrida no UFC 200, em julho, Mark Hunt declarou que "teve de aceitar" o confronto com Alistair Overeem pelo UFC 209 por um motivo preocupante: alimentar sua "faminta" família.

Em entrevista ao site Stuff, o neozelandês declarou que não teve escolha depois de recusar diversos combates no fim do ano passado.

"Se coloque no meu lugar. Não tenho outra opção. Não posso trabalhar em nenhum outro lugar, então o que devo fazer? Deixar minha família morrer de fome?", afirmou o atleta, antes de criticar novamente o doping de Pesnar, que o venceu em julho.

"Não acho nem que a pena aplicada pela comissão seja dura o bastante. Ele perdeu US$ 250 mil, mas lucro cerca de US$ 2 milhões. Então como exatamente isso o afeta?", ponderou.

Brock Lesnar foi flagrado no doping dias após vencer Mark Hunt na decisão dos juízes pelo UFC 200. O caso revoltou o neozelandês que entrou em guerra contra o UFC e chegou até a cogitar entrar com um processo. Lesnar acabou punido em US$ 250 mil e suspenso por um ano do esporte.

Agora Mark Hunt encara Alistair Overeem no UFC 209, dia 4 de março, em Las Vegas (EUA). Ambos vão em busca de recuperação no octógono.

Envie seu Comentário