Ponta Porã, Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018
03/07/2017 05h30

Na fronteira, empresária recebe ‘aviso’ macabro na porta de seu comércio

Cadeado estava preso a língua de vaca.

Midiamax
 
 
Foto: Léo Veras Foto: Léo Veras

Na madrugada deste domingo (2), um salão de beleza que fica em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foi alvejado por 13 disparos de pistola 9 milímetros. No local, os bandidos deixaram um cadeado preso em uma língua de vaca.

De acordo com informações do site Porã News, a polícia suspeita que o caso seja um ‘aviso’ do crime organizado que atua na fronteira. Conforme investigadores, a língua e o cadeado indicam que a proprietária do salão, uma brasileira de 34 anos, estaria falando demais, e por isso, incomodado os criminosos. A polícia acredita que o caso pode ter ligação com o narcotráfico.

Imagens feitas no local logo após o crime mostram estilhaços da porta de vidro do estabelecimento, que se quebrou com os tiros e o cadeado preso a língua de vaca. A Polícia Nacional investiga o caso.

 
Foto: Léo Veras Foto: Léo Veras

Envie seu Comentário