Ponta Porã, Domingo, 19 de fevereiro de 2017
16/02/2017 07h40

O mistério das 25 toneladas de dinheiro venezuelano encontradas no Paraguai

A apreensão foi feita na última sexta

Midiamax
 
 

A polícia do Paraguai apreendeu tanto dinheiro venezuelano na cidade de Salto del Guairá, na fronteira com o Brasil, que até agora só conseguiu saber o peso das notas de bolívar: 25 toneladas.

As cédulas, de procedência irregular e diferentes valores, estavam dentro de sacos na propriedade de um conhecido comerciante de armas paraguaio. A apreensão foi feita na última sexta-feira.

Em comunicado, a polícia paraguaia informou que o dinheiro seria usado para a compra de dólares no mercado negro da Venezuela ou que o seu papel serviria para a falsificação de dólares.

Por enquanto, a única certeza é que a maioria das notas é de 100 e 50 bolívares. Salto del Guairá fica na fronteira com a cidade de Guaíra, no Paraná. Pequeno valor

A Venezuela tem uma das maiores taxas de inflação do mundo - por isso, o valor de cada cédula é muito pequeno. No mercado negro local, 100 bolívares podem ser trocados por US$ 0,03.

No fim do ano passado, o governo do país denunciou que sua moeda - principalmente as notas de 100 bolívares, então as de maior valor - estava sendo contrabandeada do país.

Policía de Paraguay Policiais paraguaios abrindo os saco de dinheiro Polícia do Paraguai acredita que cédulas seriam usadas na falsificação de dólares 1.

A consequência foi um anúncio, feito em meados de dezembro pelo presidente Nicolás Maduro: a cédula de 100 bolívares seria tirada de circulação e outras, de valor maior, criadas.

A medida foi adiada várias vezes, já que os bolívares de valor maior não ficaram prontos a tempo e muitos venezuelanos não conseguiram depositar ou trocar as notas no exíguo prazo fixado pelo presidente.

O novo prazo estabelecido para o recolhimento das notas de 100 bolívares é 20 de fevereiro. É por isso que uma das linhas de investigação da polícia paraguaia é a de que o papel utilizado nas cédulas, "considerado de alta qualidade", seria destinado à impressão de dólares falsos.

Envie seu Comentário