Ponta Porã, Quinta-feira, 23 de março de 2017
23/12/2016 06h30

Paraguai emite alerta de febre amarela por risco de contágio

O Ministério da Saúde Pública fez uma advertência aos cidadãos para que não se exponham às picadas dos mosquitos.

EFE
 
O Ministério pediu no início de anos a vacinação contra febre amarela a todas as pessoas entre 1 e 59 anos de idade e uma só dose é suficiente para proporcionar imunidade perante a doença.
Foto: Shutterstock O Ministério pediu no início de anos a vacinação contra febre amarela a todas as pessoas entre 1 e 59 anos de idade e uma só dose é suficiente para proporcionar imunidade perante a doença.
Foto: Shutterstock

O Paraguai aumentou seu alerta em relação à febre amarela pelo "risco de propagação através de viajantes" após a confirmação de casos no Brasil, Colômbia e Peru, segundo informou nesta quinta-feira (22) o Ministério da Saúde Pública.

A pasta de Saúde indicou através de um comunicado que foram registrados 5 casos no Brasil, 12 na Colômbia dos quais seis acabaram em morte, e no Peru os números estão em 82 casos de febre amarela, com 26 mortos, mais do que nos últimos 5 anos.

O Ministério da Saúde Pública fez uma advertência aos cidadãos para que não se exponham às picadas dos mosquitos e que caso sintam algum dos sintomas da doença, vá ao médico o mais rápido possível.

O último surto de febre amarela no Paraguai ocorreu em 2008, quando foram registrados 28 casos: 15 no departamento de San Pedro, 9 no oriental de Central e 4 em Caaguazú.

O Ministério pediu no início de anos a vacinação contra febre amarela a todas as pessoas entre 1 e 59 anos de idade e uma só dose é suficiente para proporcionar imunidade perante a doença.

Envie seu Comentário