Ponta Porã, Domingo, 21 de janeiro de 2018
27/07/2017 07h20

Suposto integrante do PCC é entregue a PF na fronteira

Rodrigo Gonçalves foi entregue à PF, nesta quarta-feira.

Poranews
 
 

Suposto integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e foragido da Justiça brasileira preso na última sexta-feira (21) no Paraguai foi entregue nesta quarta-feira (26) à PF (Polícia Federal). Rodrigo Gonçalves da Silva, 33, foi detido durante investigação do homicídio de Romário Douglas Cançado de Lima, 23, encontrado enterrado, com mais de 43 tiros, no último dia 30 de abril.

Rodrigo que tem passagens no Brasil por tráfico de drogas, roubo à mão armada e mandados de prisão em aberto foi preso por agentes da Divisão de Homicídios da Polícia Nacional em Pedro Juan Caballero ao lado da cidade brasileira de Ponta Porã. As investigações eram comandadas pelo delegado Cristhian Toledo.

Suspeito de integrar a facção criminosa, PCC, Rodrigo andava pela Rua Herib Campos Cervera do bairro Defensores del Chaco na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, quando foi abordado pelos investigadores.

Assim que se mudou para uma residência do bairro, Rodrigo foi denunciado por moradores e, desde então, passou a ser vigiado pela polícia.

Sem documentos ou licenças pertinentes para permancer no país, Rodrigo foi levado à sede da divisão, onde foi constatada várias passagens pela polícia, além de mandado de prisão em aberto.

EXPULSÃO

Após confirmação dos crimes no Brasil e falta de documentação, Rodrigo foi expulso do país por solicitação da polícia brasileira. A expulsão foi acompanhada pelo advogado Gustavo Villalba, do consulado brasileiro no Paraguai.

Envie seu Comentário