Ponta Porã, Terça-feira, 23 de janeiro de 2018
27/08/2017 07h40

Trecho não pavimentado no Chaco Paraguaio é um dos desafios para viabilizar Rota de Integração

A expedição formada por empresários e autoridades que percorre a rota para analisar sua viabilidade esteve na região

G1 MS
 
 
Rodovia não pavimentada no Chaco Paraguai (Foto: Paulo Cruz/Setlog-MS) Rodovia não pavimentada no Chaco Paraguai (Foto: Paulo Cruz/Setlog-MS)

Um trecho não pavimentado de cerca de 260 quilômetros na região do Chaco, o Pantanal Paraguaio, é um dos principais desafios no caminho de viabilização da Rota de Integração Latino-Americana (Rila), que pretende ligar por acesso terrestre o Centro-Sul brasileiro aos portos chilenos.

Na sexta-feira (25), a expedição formada por empresários e autoridades que percorre a rota para analisar sua viabilidade esteve na região. Após concluir o trecho brasileiro, com os veículos que compõem a comitiva atravessando o rio Paraguai de balsa, o grupo seguiu pela estrada paraguaia.

Sem pavimentação, a estrada alterna trechos com boas condições de trânsito e outros em situação regular, tanto que 3 dos 30 veículos que compõem a expedição, incluindo o da reportagem da TV Morena e G1, enfrentaram problemas, como pneus furados, rasgados e quebra de suspensão.

Conforme o secretário estadual de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul, Marcelo Miglioli, que participa da expedição representando o governo do estado, o Poder Executivo do Paraguai está em processo de licitação para pavimentar esse trecho da futura rota, eliminando esse gargalo logístico do projeto.

Ontem sábado (26), os integrantes da expedição manteve reuniões com o governador do departamento de Boquerón, Edwin Pauls Friesen, e com representantes da comunidade menonita em Loma Plata e depois seguiram para Pozo Hondo, ainda no Paraguai e na sequência em Jujuy, na Argentina.

ENTENDA IMPORTÂNCIA DA ROTA E ENTRAVES

 

Envie seu Comentário