Ponta Porã, Quarta-feira, 20 de agosto de 2014
08/01/2014 08h10

Miss e marido são assassinados em rodovia na Venezuela

A família teria resistido a uma tentativa de assalto, e acabou baleada.

EFE
 
 
Mónica Spear, Miss Venezuela de 2004, em fotografia feita em evento benefeciente no mesmo ano em Bangkok

Foto: Reuters Mónica Spear, Miss Venezuela de 2004, em fotografia feita em evento benefeciente no mesmo ano em Bangkok

Foto: Reuters

A atriz, modelo e Miss Venezela de 2004, Mónica Spear Mootz, 29 anos, morreu baleada em uma estrada na noite dessa segunda-feira no Estado de Carabobo. Seu marido, o irlandês Thomas Henry Berry, 39 anos, também foi assassinado, e sua filha de cinco anos foi ferida.

Segundo as informações preliminares das autoridades, a família esperava por atendimento mecânico na rodovia Puerto Cabello-Valencia depois que o carro em que viajavam apresentou problemas. Indivíduos ainda não identificados se aproximaram; a família teria resistido a uma tentativa de assalto, e acabou baleada. Os três, que residiam nos Estados Unidos, estavam na Venezuela de férias.

 
Mónica como Miss Venezuela durante desfile em Bangkok em 2005
Foto: Reuters Mónica como Miss Venezuela durante desfile em Bangkok em 2005
Foto: Reuters

Mónica Spear nascera em 1984 na cidade de Maracaibo, capital do Estado de Zulia, no noroeste venezuelano. Ela venceu o concurso de beleza Miss Venezuela em 2004 e, um ano depois, concorreu no Miss Universo em Bangkok, na Tailândia, onde obteve a quarta colocação. Depois disso, ela trilhou uma carreira como atriz, acumulando papeis em várias novelas.

A Venezuela é um dos países mais violentos do mundo. São 39 assassinatos para cada 100 mil habitantes, informou na última semana o ministro do Interior, Miguel Rodríguez. Na ocasião, ele rebatia os dados da organização não governamental Observatorio Venezolando de Violencia (OVV), segundo o qual a taxa verdadeira de assassinatos na Venezuela é de 79 para cada 100 mil habitantes.

Envie seu Comentário