Ponta Porã, Sexta-feira, 20 de abril de 2018
27/12/2017 06h20

Operação PRF:Excesso de velocidade é infração mais registrada nas rodovias federais de MS

Operação Rodovida continua nos dois primeiros meses de 2018.

Correio do Estado
 
 
No total, 1.147 veículos foram flagrados transitando com excesso de velocidade - Foto: Ascom / PRF-MS No total, 1.147 veículos foram flagrados transitando com excesso de velocidade - Foto: Ascom / PRF-MS

Durante quatro dias (22 a 25) de dezembro, a Operação Integrada Rodovida, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), fiscalizou 2.549 veículos e 2.598 pessoas nas rodovias de Mato Grosso do Sul. Comparando os números das infrações graves registradas, o excesso de velocidade foi o item com maior número de casos: 1.147 veículos foram flagrados transitando com excesso de velocidade.

Durante a Operação foram registrados três acidentes graves (com pelo menos um ferido ou uma pessoa morta) e 20 acidentes com feridos. Além disso foram registrados 30 pessoas feridas nos acidentes. Não foram registrados óbitos nas rodovias federais, entretanto pelo menos duas pessoas morreram após receberem socorro.

Os flagrantes de ultrapassagem somaram 173 autuações, somado ao terceiro item que mais causa acidentes graves, a embriaguez ao volante. Foram realizados 1.638 testes de etilômetro o que resultou em 42 autuações por consumo de álcool e 10 prisões.

Além disso, foram efetivadas 76 autuações por infrações relacionadas aos equipamentos de retenção, sendo que90% destas autuações foram pelo não uso do equipamento pelos passageiros: 48 passageiros sem o cinto de segurança e 20 crianças sem a cadeirinha ou equivalente.

A iniciativa prossegue até 18 de fevereiro, com intuito de atender o período de maior fluxo das estradas que são as comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e carnaval. As ações priorizaram a infrações mais danosas, como: excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, consumo de álcool, uso de equipamentos de segurança, mau estado de conservação dos veículos, além das infrações cometidas por motocicletas.

Envie seu Comentário