Ponta Porã, Sexta-feira, 24 de novembro de 2017
11/01/2017 14h10

Padrasto denunciado por estupro é inocentado, mas é preso por agressão

Apesar da absolvição, a polícia confirmou o abuso

Midiamax
 

Depois de ser inocentado pelo juiz após denúncia de ter estuprado a enteada de 15 anos, homem de 45 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (11). Ele agrediu a vítima e também ameaçou e agrediu a mãe de uma amiga da adolescente, que o teria denunciado à polícia.

Em 2016, o homem foi denunciado pela enteada de 15 anos, por estupro. A denúncia foi feita na delegacia e ele chegou a ser indiciado, mas quando o caso chegou ao judiciário, a vítima mudou a versão dos fatos e desmentiu o crime. O homem acabou inocentado pelo juiz, embora para a polícia o crime tenha de fato acontecido.

Segundo o delegado Paulo Sérgio Lauretto, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), depois do processo ser encerrado, o padrasto chegou a agredir a vítima. Em outubro, a adolescente seguia a pé para o mercado, acompanhada de uma amiga, na região do Santo Antônio. Ela acabou encontrando com o padrasto, que estava de bicicleta, e ele a agrediu com socos e pontapés.

A vítima não o denunciou, mas a mãe da amiga decidiu procurar a polícia ao saber do ocorrido. Na última quinta-feira, dia 5, o homem de 45 anos encontrou a mulher em um bar e a ameaçou de morte. Ele disse que se ela não retirasse as queixas, a mataria. Ela novamente procurou a Depca e o denunciou.

Foi feito pedido de prisão ao agressor, que foi detido nesta manhã, em casa. Ele responderá pela ameaça e por coação no curso do processo.

Envie seu Comentário