Ponta Porã, Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
07/02/2018 08h10

Polícia confirma terceira morte em tentativa de roubo a carros-fortes na BR-376

Suspeito foi baleado em confronto a cerca de 7 kms do local do crime, segundo o tenente-coronel do Bope, Hudson Teixeira. Crime ocorreu na manhã desta terça-feira (6) em Palmeira.

G1
 
 
Pela manhã, dois suspeitos foram presos (Foto: Divulgação/PRF) Pela manhã, dois suspeitos foram presos (Foto: Divulgação/PRF)

Polícia Militar (PM) confirmou a morte de uma terceira pessoa envolvida na tentativa de assalto a cinco carros-fortes na BR-376, em Palmeira, região dos Campos Gerais do Paraná, na manhã desta terça-feira (6).

De acordo com o tenente-coronel do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Hudson Teixeira, um suspeito morreu após ser baleado em confronto com policiais, a cerca de sete quilômetros do local do crime.

"Nós, com o pessoal com cão de faro, que deu o caminho por onde o individuo havia fugido, logramos êxito em encontrar o individuo. Infelizmente houve confronto, ele veio a óbito e foi necessário fazer a retirada com a aeronave", disse.

Outras duas pessoas que passavam pelo local morreram e pelo menos quatro ficaram feridas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas são o caminhoneiro Vilson Pereira, de 41 anos, e o vereador de Barra do Jacaré, cidade localizada ao norte do estado, Elton de Alexandre de Aguiar Matta (PV).

A Prefeitura de Barra do Jacaré decretou luto oficial de sete dias pela morte de Matta.

Dois suspeitos foram presos até a última atualização desta reportagem, segundo a PRF. O tenente-coronel afirmou ainda que a ação criminosa contou com a participação de aproximadamente 10 pessoas.

"Foram presos dois, um morto no confronto. Então, temos 10 a oito marginais que estão na mata, temos informações de pessoas da região ligando e estamos procurando", comentou.

 
Polícia confirmou terceira morte na tentativa de assalto a carros-fortes, no Paraná (Foto: Marcelo Rocha/RPC Curitiba) Polícia confirmou terceira morte na tentativa de assalto a carros-fortes, no Paraná (Foto: Marcelo Rocha/RPC Curitiba)

Feridos O vereador Miguel Calixto (PSD) foi baleado e internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, também nos Campos Gerais. Um terceiro vereador, que também estava no local, não se feriu.

Segundo a Câmara Municipal de Barra do Jacaré, os parlamentares estavam em viagem com destino à Curitiba, para visitas à Casa Civil, à Superintendência de Desenvolvimento Educacional e à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado do Paraná.

Além dos vereadores, segundo a PRF, um caminhoneiro também ficou ferido e foi internado em estado grave. Dois vigilantes da Proforte sofreram ferimentos leves e foram encaminhados ao Hospital do Rocio, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Envolvimento em outros crimes

Segundo o delegado Rodrigo Brown, as informações apuradas pela polícia revelam que o grupo é suspeito de realizar outros ataques a carros-fortes no Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

"Com certeza a quadrilha já agia há algum tempo nessa modalidade, nós já tínhamos ocorrências com esse armamento e as perícias vão comprovar a ação desse grupo em outras ocorrências pra que possam ser responsabilizados e permanecer muito tempo atrás das grades", afirmou.

Ainda de acordo com Brown, a polícia pretende investigar os homens presos e o suspeito morto em confronto para chegar aos outros integrantes do grupo.

O tenente-coronel do Bope, Hudson, comentou sobre a estratégia de deslocamento em comboio, usada pelas empresas de carros-fortes para prevenir assaltos.

"Essa estratégia hoje foi eficiente e isso propiciou que houvesse confronto", disse.

Registro de testemunhas

Um vídeo que circula pelas redessociais mostra o desespero de dois homens que passavam pela BR-376 no momento do crime.

O que disse a empresa Proforte

A Proforte explicou que os funcionários fizeram "uma manobra de segurança com os carros-fortes e conseguiram neutralizar um dos flancos do ataque do bando". Conforme a empresa, eles não se feriram.

Envie seu Comentário