Ponta Porã, Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
13/07/2017 14h40

Polícia descofia que criminosos de MS ajudaram em roubo a Casas Bahia

O grupo levou mais de 600 celulares e um malote com dinheiro em espécie.

Campograndenews
 
 
Loja foi assaltada na noite de terça-feira. (Foto: JPNews) Loja foi assaltada na noite de terça-feira. (Foto: JPNews)

A Polícia Civil de Três Lagoas - MS, investiga se criminosos de Mato Grosso do Sul ajudaram a quadrilha paulista que roubou uma loja da Casas Bahia na terça-feira (11). O grupo levou mais de 600 celulares e um malote com dinheiro em espécie.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Messias Pires, imagens de câmeras de segurança estão sendo usadas na tentativa de investigar os autores do roubo e descobrir se houve ajuda de criminosos do Estado.

Dos cinco suspeitos do crime, apenas um foi preso. Wedio Francisco Mendes Leite, de 39 anos, foi capturado em um veículo com 600 celulares, notebooks e câmeras fotográficas, em Pereira Barreto, cidade do interior paulista.

De acordo com o site JPNEWs ontem ele foi transferido para Três Lagoas por determinação da Justiça. Outro homem que estava com ele conseguiu fugir e não foi encontrado até o momento. A mercadoria seria vendida no comércio da região do Brás, em São Paulo.

Crime - O roubo aconteceu no fim da tarde de terça-feira, quando a loja estava fechando. Três pessoas, sendo uma mulher, entraram na loja e se passaram por clientes enquanto dois comparsas teriam ficado do lado de fora dando cobertura. Eles renderam funcionários e roubaram os itens.

Questionado sobre a falta de segurança na região central, o delegado afirma que apesar de estar localizada no Centro, a região é vazia e após amarrar os funcionários o "roubo ficou fácil". Apesar da grande proporção ele acredita que os crimes registrados na cidade "não estão fora do normal".

"Vai chegando o segundo semestre e parece que os bandidos querem fazer caixa. Por Três Lagoas ser uma cidade visada parece que tem muita coisa, mas comparado com outras cidades é normal", afirma.

Envie seu Comentário