Ponta Porã, Terça-feira, 30 de maio de 2017
17/02/2017 06h

Suspeito de pedofilia tinha calcinhas de crianças em casa, diz PF

Homem de 37 anos foi preso durante operação em Caarapó (MS).

G1 MS
 
 
Material apreendido na casa do suspeito de
pedofilia em Caarapó (Foto: PF/Divulgação) Material apreendido na casa do suspeito de
pedofilia em Caarapó (Foto: PF/Divulgação)

O homem de 37 anos que foi preso pela Polícia Federal (PF) suspeito de pedofilia em Caarapó, tinha calcinhas de criança em casa. Afirmação foi feita pelo delegado da PF Denis Colares durante coletiva na tarde desta quinta-feira (16).

"Mandava fotos para crianças, entrava em contato com crianças via virtual ou telefone e enviava material sexual para crianças. Não tinha criança na casa em que ele morava e tinha calcinhas de crianças na casa dele, que foram apreendidas também", afirmou Colares, destacando que o suspeito confessou o crime, porém negou contato físico com as crianças.

Durante a operação Nessun Dorma Adsumus, que significa "ninguém durma, estamos aqui", os policiais federais apreenderam na casa do homem de 37 anos mídias digitais e equipamentos eletrônicos.

 
(Foto: PF/Divulgação) (Foto: PF/Divulgação)

Segundo a PF, o suspeito enviava fotos pornográficas para crianças e adolescentes pelas redes sociais. Todo material vai ser analisado por peritos da PF.

A polícia chegou ao suspeito de pedofilia porque ele mantinha conversas por meio da internet com uma criança de 10 anos de Dourados (MS). Os pais dela desconfiaram e denunciaram. A partir daí, ele começou a ser monitorado pela PF.

O delegado da PF Nivaldo Lopes da Silva destaca a importância da participação da família nesses casos. "Que a família esteja atenta a qualquer indício de mudança de comportamento das crianças e dos adolescentes. Qualquer informação, qualquer desconfiança, traga as informações para nós", disse.

Esse crime prevê pena de um a quatro anos de prisão. A família pagou fiança e o suspeito vai responder o inquérito em liberdade.

Envie seu Comentário