Ponta Porã, Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
13/12/2017 09h30

Violência doméstica: Suspeito de atear fogo na esposa enquanto ela dormia procura a polícia

Adriele teve 25% do corpo queimado e segue internada na Santa Casa

Correio do Estado
 
 
Adriele e Gilson em foto para redes sociais - Foto: Divulgação Adriele e Gilson em foto para redes sociais - Foto: Divulgação

O suspeito de atear fogo no rosto da esposa, Gilson Ferreira da Silva, de 39 anos, apresentou-se na manhã desta terça-feira na 4ª Delegacia de Polícia, localizada no Bairro Moreninhas, em Campo Grande.

Conforme informações da delegada Célia Maria Bezerra, o suspeito chegou na unidade sem a presença de um advogado e foi encaminhado posteriormente para a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), onde caso é investigado.

A delegada titular da unidade, Ariene Murad, informou por telefone que ainda nesta semana realizará coletiva de imprensa para dar mais detalhes sobre a investigação.

O CASO

Adriele de Fátima Soares Silva, 27 anos, teve o rosto incendiado pelo marido enquanto dormia na madrugada de domingo, no Bairro Ramez Tebet, na Capital. A vítima é irmã de Wesner Moreira da Silva, que morreu no dia 14 de fevereiro, após ser agredido com uma mangueira de compressão.

A assessoria de comunicação da Santa Casa, onde a mulher permanece internada, informou que seu quadro de saúde permanece grave. Ela teve 25% do corpo queimado e teve de ser transferida devido a gravidade dos ferimentos que sofreu no rosto, pescoço, braços, tórax, barriga, peito, braços e nas vias respiratórias.

O casal estava junto há aproximadamente um ano e três meses e a família já imaginava que a filha era vítima de violência doméstica.

Envie seu Comentário