Ponta Porã, Sábado, 20 de janeiro de 2018
19/07/2017 21h50

Funasa e Juti discutem soluções para problema do lixo no município

A Funasa tem como objetivo contribuir para melhoria da qualidade de vida mediante a construção, a ampliação e a estruturação de serviços de coleta e tratamento de esgoto sanitário

Divulgação: Dora Nunes
 
 

Na última sexta-feira, 14, o superintendente da Superintendência Estadual da Funasa em Mato Grosso do Sul (Suest/MS), Marco Aurélio Santullo, juntamente com o chefe da Divisão de Engenharia de Saúde Pública (Diesp), Aristides Ortiz, estiveram no município de Juti para um encontro no qual foram discutidos sobre ações que a prefeitura vem buscando para resolver a problemática do lixo da cidade.

Na ocasião, os representantes da Funasa foram recebidos pela prefeita Elizângela Martins Biazotti dos Santos (Laka) e autoridades municipais e puderam conhecer o local onde é depositado lixo da cidade, o qual é próximo a conjuntos habitacionais e outros bairros, o que está gerando incômodo aos moradores e também trazendo alta possibilidade de doenças, segundo a prefeitura.

Para dar solução à esse impasse, a prefeita Laka está solicitando apoio da Instituição no estado para iniciar o processo para constituir cooperativa de catadores dentro das normas da coleta seletiva para a coleta de lixo reciclável nos parâmetros da legislação para que possa pleitear recursos para implantação de uma Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) e estação de transbordo, pontos de transferência intermediários de resíduos coletados criados em função da considerável distância entre a área de coleta e o local de destinação final.

De acordo com o superintendente Marco Aurélio Santullo, a Fundação pretende colaborar para que a prefeita consiga seu pleito e se prontificou a atender o município no que for preciso para executar essa demanda.

A Funasa tem como objetivo contribuir para melhoria da qualidade de vida mediante a construção, a ampliação e a estruturação de serviços de coleta e tratamento de esgoto sanitário voltados aos municípios de até 50.000 habitantes, visando, ainda, a redução da mortalidade por doenças de veiculação hídrica da população por meio de ações de saneamento.

Nesta quarta-feira, 19, a Funasa também participou de uma audiência pública promovida pelo município para a discussão desse tema com a comunidade. Juti está localizada a sudoeste de Mato Grosso do Sul, a 268,72 km da capital, Campo Grande.

Envie seu Comentário