Ponta Porã, Sábado, 21 de abril de 2018
29/12/2017 05h50

Marun critica reação de governadores sobre apoio à reforma da Previdência

No documento, os governadores ameaçaram processar o ministro.

Agência Brasil
 
 
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, criticou a reação de governadores do Nordeste que condenaram o que chamaram de ameaça de Marun em troca de apoio para a Reforma da Previdência.

Em nota, o ministro negou que tenha condicionado a liberação de recursos em troca de votos a favor da proposta. Ele afirmou que a intenção dos gestores estaduais é buscar resultados eleitorais.

O emedebista disse que eles defendem a equivocada tese de que quem recebe financiamentos pratica ações de governo e que quem os concede, não.

Completou afirmando que vai dialogar de forma especial com aqueles que são beneficiados por ações do governo. E vai pedir o envolvimento deles no esforço que a atual gestão faz para realizar as reformas que o Brasil, segundo ele, precisa. Ainda destacou que nada vai afastá-lo do objetivo de fazer com o que país não retroceda.

Em carta divulgada nessa quarta-feira, os governadores do Nordeste manifestaram estranheza com declarações atribuídas a Carlos Marun, onde ele admitiu que a liberação de financiamentos junto a bancos públicos seria condicionada à ajuda para aprovar a reforma da Previdência.

No documento, os governadores ameaçaram processar o ministro, afirmando que não admitem atos arbitrários para extrair alinhamentos políticos, algo possível, segundo eles, apenas na vigência de ditaduras cruéis.

Envie seu Comentário