Ponta Porã, Domingo, 22 de janeiro de 2017
06/01/2017 15h30

Ponta Porã receberá espetáculo "Patas Arriba"

Dança baseado na obra do renomado escritor Eduardo Galeano que trata da diversidade sócio cultural da fronteira acontece dia 16 no Parque dos Ervais

Divulgação: Dora Nunes
 
 

Ponta Porã receberá na segunda-feira, 16 de dezembro, a partir das 19 horas no Parque dos Ervais Aires Marques, o espetáculo de Dança "Patas Arriba-Fronteiras Imaginárias".

O evento cultural é uma realização da Prefeitura de Ponta Porã, através da Funcespp-Fundação de Cultura e Esporte de Ponta Porã em parceria com Projeto Patas Arribacontemplado com o Prêmio Klauss Vianna de Dança 2015 - Funarte/MinC. Circulação por cidades da Faixa de Fronteira com Bolívia, Argentina, Paraguai e Uruguai.

Conforme informou a equipe de produção do Projeto Patas Arriba a circulação do espetáculo de dança "Patas Arriba", baseado na obra do escritor uruguaio Eduardo Galeano,passará por 06 (seis) cidades da Faixa de Fronteira e Cidades-Gêmeas da Fronteira Centro/Sul do Brasil, incluindo os Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul e os países vizinhos Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. Com 12 apresentações (2 em Corumbá/MS, 2 em Dourados/MS, 2 em Ponta Porã/MS, 2 em Foz do Iguaçu/PR, 2 em Cascavel/PR e 2 em Sant’Ana do Livramento/RS).

O Projeto "PATAS ARRIBA – Fronteiras Imaginárias" pretende abranger uma região distanciada do corredor cultural das capitais e do litoral brasileiro. O espetáculo "Patas Arriba" foi concebido para refletir sobre as questões sociais, geográficas e geopolíticas através da dança contemporânea. A turnê, que contará ainda com aulas abertas à comunidade, possibilita a discussão da identidade latina que une os povos dos países envolvidos, mas que cria uma linguagem diferente das outras cidades brasileiras, por reunir culturas separadas por linhas quase imaginárias. Mesmo acontecendo no Brasil, também serão convidados os habitantes do país vizinho (Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai) de cada uma das cidades contempladas.

DESCRIÇÃO DO PROJETO

Se Alice, do País das Maravilhas, renascesse nos nossos dias não necessitaria de um espelho para descobrir o mundo ao revés. Para explorar o mundo ao contrário bastaria que a personagem de Lewis Carroll olhasse através de uma janela. É o que medita Eduardo Galeano na sua obra Patas Arriba – La escueladel mundo al revés.

O espetáculo de dança "Patas Arriba", baseado na citada obra de Eduardo Galeano, foi criado com o apoio da FUNARTE/MinC, através do Prêmio Klauss Vianna 2013. Com coreografia de Rui Moreira e elenco formado por 6 bailarinos, o espetáculo estreou em Porto Alegre/RS, em dezembro de 2014 e cumpriu temporada em Porto Alegre e Caxias do Sul/RS em janeiro e maio de 2015.

O presente projeto "Patas Arriba – Fronteiras Imaginárias" propõe a circulação do espetáculo por 6 (seis) cidades da Faixa de Fronteira e Cidades-Gêmeas da Fronteira Centro/Sul do Brasil, incluindo os Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio Grande do Sul e os países vizinhos Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai.

O critério de escolha do circuito fundamenta-se na própria obra de Galeano, que preconizava que "os mapas da alma não têm fronteiras", bem como no documento "Bases para uma proposta de desenvolvimento e integração da Faixa de Fronteira" elaborado pelo Grupo de Trabalho Interdisciplinar de Integração Fronteiriça.

A Faixa de Fronteira brasileira ocupa 27% do Território Nacional, com 15.719 Km de extensão e com aproximadamente 10 milhões de habitantes de 11 estados brasileiros que fazem fronteira com 10 países da América do Sul. Uma série de programas e políticas públicas foram implementados à partir da criação do GT Integração Fronteiriça, em 2008, coordenado pelo Ministério da Integração Regional, todavia, por se tratar de cidades de médio e pequeno porte, e considerando a distância geográfica das capitais e do litoral brasileiro, encontram-se distanciadas do circuito artístico-cultural, apesar de sua grande riqueza sócio-cultural decorrente da proximidade com a cultura dos países vizinhos.

Através da literatura de Galeano surge a inspiração para um trabalho coreográfico engajado no questionamento de uma sociedade controversa e na poética da simplicidade dos meios de vida.

Em Patas Arriba, Galeano revela um mundo de desigualdades sociais e contradições nas relações impostas por diferentes formas de poderes, mas ao final da obra convida o leitor a um "voo", a usufruir do "direito ao delírio". A mensagem de Galeno, então, revela uma verdade contundente ao passo que promove uma possibilidade de reação, pois para o próprio autor "a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecê-la".

A criação de Rui Moreira é a um só tempo fator que legitima qualidade artística ao projeto por sua reconhecida trajetória e que promove a integração cultural entre o Brasil e os países vizinhos, à partir da obra de Eduardo Galeano.

Em Ponta Porã o espetáculo será apresentado ao público da fronteira no espaço de eventos do Parque dos Ervais, com entrada gratuita, no dia 16 de dezembro a partir das 19 horas.No dia 17 de dezembro será oferecido um workshop com a cia de dança Patas Arriba gratuitamente. Os interessados deverão entrar em contato com a FUNCESPP- Departamento de Cultura, pelo telefone 3431-5675 em horário comercial.

Envie seu Comentário