Ponta Porã, Quinta-feira, 27 de abril de 2017
07/01/2017 09h

Prefeita Délia não concorda com a construção de mais presídios

O secretário informou que a previsão inicial é de que os presídios sejam construídos em Dourados e ressaltou que pode haver alteração.

Douradosnews
 
 
Délia é a nova prefeita de Dourados que assume em 1} de Janeiro de 2017.

Foto: Oprogresso Délia é a nova prefeita de Dourados que assume em 1} de Janeiro de 2017.

Foto: Oprogresso

A possibilidade de Dourados ganhar a construção de mais duas unidades prisionais foi rebatida pela prefeita Délia Razuk e o vice-prefeito, Marisvaldo Zeuli. Como parte de investimentos da União, Mato Grosso do Sul receberá recursos para obras de novas unidades de detenção e Dourados foi cogitada como destino para a execução das obras.

"Desde já digo que não concordo com esta possível implantação, visto que já temos em nosso território uma unidade de segurança máxima e o Estado detém tantos outros municípios. Precisamos de mais escolas, mais parques, mais melhorias para a população", disse Délia.

Ainda que suposição, o anúncio da destinação de recursos para a construção de presídios em Dourados foi feito pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa. Os investimentos federais oriundos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) teriam em torno de R$ 31.944,444,44 direcionados para a construção de estabelecimentos penais de regime fechado.

O secretário informou que a previsão inicial é de que os presídios sejam construídos em Dourados e ressaltou que pode haver alteração. O restante dos recursos será aplicado no aparelhamento e modernização das unidades prisionais de todo o Estado, iniciativa que a prefeita disse ser Dourados mais merecedora. "Precisamos de readequações. De melhoria do sistema que está aí, combate à superlotação", disse a prefeita.

Dourados conta com um presídio de segurança máxima e um presídio semiaberto, ambos masculinos, localizados na entrada da cidade, entroncamento com Fátima do Sul.​

Envie seu Comentário