Ponta Porã, Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
21/11/2017 07h20

'O Outro Lado do Paraíso': Duda conta que se prostituía. 'Conheço esse ramo'

A possível mãe de Clara (Bianca Bin) se muda para o Tocantins e compra parte do bordel de Leandra (Mayana Neiva).

PurePeople
 
 
Duda (Gloria Pires) compra a parte do bordel de Leandra (Mayana Neiva) ao revelar que era prostituta, nos próximos capítulos da novela 'O Outro Lado do Paraíso'
Foto: Divulgação, TV Globo / PurePeople Duda (Gloria Pires) compra a parte do bordel de Leandra (Mayana Neiva) ao revelar que era prostituta, nos próximos capítulos da novela 'O Outro Lado do Paraíso'
Foto: Divulgação, TV Globo / PurePeople

Duda (Gloria Pires) vai iniciar a busca pela filha tirada dos seus braços após o parto, na segunda fase da novela "O Outro Lado do Paraíso". Para isso, a mulher de Henrique (Emílio de Mello) e provável mãe de Clara (Bianca Bin) vai se tornar sócia do bordel no qual trabalhou assim que se mudar para Pedra Santa. Nesse meio tempo, a nora de Natanael (Juca de Oliveira) faria sexo no prostíbulo, mas essa sequência acabou cortada para dar mais agilidade à trama de Walcyr Carrasco. Em nota oficial, a Globo minimizou as alterações no folhetim das nove.

Duda vai dar abrigo à Clara

Ao fugir do hospício, a mulher de Gael (Sergio Guizé) é resgatada por pescadores em alto-mar e, em seguida, cuidada por Duda, após uma passagem de dez anos. A essa altura, elas não vão saber do possível elo de ligação. Um pouco antes, adianta o colunista de TV Daniel Castro nesta segunda-feira (20), Duda chega ao Tocantins e se hospeda no hotel de propriedade de Leandra (Mayana Neiva), que estará disposta a vender sua participação no bordel para poder investir uma uma fazenda. A mulher de Henrique conta à prostituta que deseja abrir um comércio na pequena cidade, mas logo descobre que só o prostíbulo é movimentado na cidade.

'Conheço esse ramo', diz Duda

Nas cenas previstas para irem ao ar na primeira semana de dezembro, a mãe de Adriana (Julia Dalavia) abre o jogo com Leandra. "Pode não parecer, mas conheço bem esse ramo. Eu disse que queria montar um negócio, que dispunha de algum capital. Você viu que me interessei pelo hotel... Mas parece interessada em me vender esse, como devo chamar? Cabaré? Bordel?", inicia Duda. "Gosto do lugar. Me lembra uma época que, por pior que fosse a minha vida, eu ainda tinha esperança. Acreditava que podia ser feliz", acrescenta.

Duda revela que sua filha foi raptada

Em um primeiro momento, Leandra se mostra contra o negócio. "Qualquer mulher ia ter vergonha de ser dona de um bordel. Cê nem piscou. Queria entender por quê. Isso aqui foi presente de uma mulher que eu ajudei. Não quero fazer negócio só pelo dinheiro", alega. Sem saída, a provável mãe de Clara, a ser contratada como empregada de Fabiana (Fernanda Rodrigues), revela o seu passado, pedindo segredo. "Tive duas filhas. A última, ficou com meu ex-marido. Fui criada numa cidade menor que essa. Ia na casa de mulheres da cidade, fazia programa pra ganhar um pouco a mais. Nunca me entreguei totalmente a essa vida. Conheci um caminhoneiro. Fiquei grávida dele. Tinha certeza de que a gente ia ficar junto. Mas quando tive minha filha, ele tomou a menina de mim", relata ela, alvo da tentativa de assassinato do sogro.

Leandra aceita acordo

Dora conta que esse caminhoneiro morava em Pedra Santa e, por essa razão, voltou para o vilarejo. "Era caminhoneiro, sabia muito pouco dele. Não tenho uma pista exata pra onde levou minha primeira filha. Mas ontem, assim que entrei aqui, um plano se formou na minha cabeça. O bordel é um lugar onde vem muito caminhoneiro. O pai da minha primeira filha pode aparecer. Daí faço ele contar onde ela tá", finaliza. Leandra, então, vende sua parte depois que conta ter um sócio secreto.

Envie seu Comentário