Ponta Porã, Terça-feira, 23 de janeiro de 2018
09/10/2017 08h20

Cauã protagonizará cena de sexo com Matheus Nachtergaele

Atores vão contracenar no filme 'Piedade', do diretor Cláudio Assis.

PurePeople
 
 
Cauã Reymond vai protagonizar cena de sexo com Matheus Nachtergaele no filme 'Piedade'
Foto: Divulgação, João Cotta/Renato Rocha Miranda / PurePeople Cauã Reymond vai protagonizar cena de sexo com Matheus Nachtergaele no filme 'Piedade'
Foto: Divulgação, João Cotta/Renato Rocha Miranda / PurePeople

Depois de sensualizar como travesti em clipe e receber críticas pelo trabalho, Cauã Reymond vai protagonizar uma cena de sexo com o ator Matheus Nachtergaele em "Piedade", do diretor pernambucano Cláudio Assis. No filme, os dois se conhecem depois que o executivo vivido por Matheus deixa São Paulo e viaja até Recife, onde o personagem de Cauã trabalha em um cinema pornô famoso na cidade. O longa conta também com outros nomes conhecidos no elenco, como Fernanda Montenegro, Irandhir Santos e Gabriel Leone. A informação é do jornal "Extra" deste sábado (7).

Ator relata assédio sofrido em ônibus aos 13 anos

Ao comentar casos de violência sexual em ônibus, Cauã relembrou um caso semelhante vivido por ele ainda na adolescência, aos 13 anos de idade. "Acho que esse é um problema sério, principalmente para nós que somos pais de filhas mulheres, claro. Mas quando eu era menino, meus pais eram separados, meu pai morava em Santa Catarina e minha mãe no Rio. Eu não podia pegar um avião, então eu pegava um ônibus e mesmo criança eu ia. E já passei por uma situação semelhante a essa. De um cara, num ônibus leito, se masturbando do meu lado", revelou no programa "Encontro" recentemente. O galã disse ainda que não soube o que fazer e decidiu mudar de assento. "Eu não conseguia ver o que estava acontecendo e eu muito menino, com 13 anos, pensando 'o que eu faço?'. Eu não lembro nem do rosto, nem da fisionomia. Eu simplesmente peguei minha mochila e sentei lá onde tinha muita gente ao meu redor e eu me senti protegido. Eu nem sei quem era essa pessoa, mas acho que era uma coisa que a gente tem que cuidar também com as crianças, não só com o sexo feminino", completou.

Envie seu Comentário