Ponta Porã, Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
27/10/2017 14h50

Novembro Azul – Combate ao câncer da próstata

Especialista defende exame de PSA e toque retal anuais para homens a partir de 40 anos

Divulgação: Dora Nunes
 
 

Exames anuais de PSA (antígeno prostático específico) e toque retal são sempre recomendados para homens a partir dos 40 anos, para rastreamento de câncer da próstata, afirma Roberto Coregio, médico urologista credenciado à Central Nacional Unimed. Alguns especialistas consideram que estes exames só deveriam ser feitos quando houvesse sintomas de câncer, pois muitas vezes diagnosticam tumores precoces que não ameaçam a vida do paciente.

Coregio diz que é preferível o diagnóstico precoce, mesmo que a decisão seja de somente acompanhar a evolução do tumor. "Nesses casos, é melhor pecar por excesso do que pela falta de informações. Como rotina, sugiro fazer um exame de imagem, como ultrassom de rins, bexiga e próstata. Se deixássemos os exames exclusivamente para casos com sintomas, correríamos o risco de somente diagnosticar cânceres de próstata em estágio mais avançado", salienta.

Se diagnosticado no começo, o câncer da próstata tem até 90% de chance de cura. A maioria dos tumores, contudo, cresce tão lentamente que não chega a ameaçar a saúde do homem. Apenas o médico tem condições de determinar se é necessário começar o tratamento imediatamente, e qual o procedimento indicado: cirurgia, quimioterapia, radioterapia, manipulação hormonal, terapia-alvo dirigida ou vacinas.

Não há vacina, porém, para evitar a doença. Dieta balanceada, prática de exercícios, não fumar, não exagerar na bebida alcoólica, controlar o peso, manter a circunferência abdominal nos parâmetros indicados pelo médico são consideradas medidas preventivas por especialistas. Há recomendações, também, do consumo de tomate cozido e de soja, mas os estudos sobre isso ainda não são conclusivos.

Alguns sintomas associados ao câncer de próstata – urinar frequentemente, fluxo urinário fraco ou interrompido, urinar várias vezes à noite, sangue na urina – podem ser provocados, por exemplo, pelo crescimento benigno da próstata. Por isso, cabe ao médico diagnosticar a doença.

Envie seu Comentário