Ponta Porã, Quinta-feira, 19 de abril de 2018
23/12/2017 16h10

Por dia, quase 25 pacientes aguardam vaga em hospitais públicos da Capital.

Transferência é feita por grau de prioridade.

Mídia Max
 
 

Todos os dias, a média é de 20 a 25 pacientes internados em UPA’s (Unidade de Pronto Atendimento) e CRS’s (Centros Regionais de Saúde) de Campo Grande que aguardam a disponibilidade de uma vaga nos hospitais públicos da Capital, de acordo com informações da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública). Este número não contabiliza as pessoas de outras cidades do interior de Mato Grosso do Sul que também procuram vagas.

A transferência destes pacientes pode ter três destinos: Hospital Universitário, Santa Casa ou Hospital Regional, que diariamente estão com os leitos 100% ocupados. Ainda segundo a Sesau, esses leitos precisam girar para abrir vaga, para então os pacientes poderem ser transferidos conforme o grau de prioridade.

Desde o último dia 20, Maria Aparecida Fernandes, 56 anos, está internada na UPA das Moreninhas, aguardando vaga em um hospital de Campo Grande. Ela está com quadro clínico de pneumonia e derrame pleural.

A paciente passou por uma cirurgia de emergência no início de dezembro, em Blumenau, Santa Catarina, quando participava de uma excursão com um grupo da igreja. Ela ficou 15 dias internada lá e voltou para Campo Grande, onde precisou ser internada na UPA poucos dias depois.

"Ela precisa urgente drenar o líquido do pulmão e aqui na UPA não tem estrutura para atende-la, a situação dela está se agravando a cada dia, o médico disse que ela precisa ser transferida urgetemente", desabafa a filha dela, Elzima Aparecida Fernandes Soares, 34 anos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Sesau, a transferência dela já foi solicitada, com grau de prioridade. Contudo, não há previsão para encaminhá-la, pois é preciso aguardar liberação de vaga nos leitos.

Elzima disse que a Justiça de Mato Grosso do Sul decretou, na tarde de hoje (23), que Maria Aparecida fosse transferida para um hospital, porém, até o fechamento desta matéria ela permanecia internada na UPA das Moreninhas. A família ainda não foi informada para qual hospital ela será encaminhada e nem quando.

Envie seu Comentário