José Lucas da Silva

Artigo: Aviso aos candidatos

Por: José Lucas da Silva*

16/08/2018 16h20 - DN

 

Às vésperas das eleições de deputados estaduais, federais, senadores, governadores e presidente da República, período de campanha, os novos candidatos e aqueles que buscam a reeleição precisam se conscientizar que o eleitor sul-mato-grossense, brasileiro de maneira geral, está mais maduro para a que fará este ano. Ou seja, quem nesses últimos quatro anos votou matérias contra os interesses dos trabalhadores do povo brasileiro, dificilmente voltará a ocupar cargo público, porque o eleitor está melhor informado e saberá separar o joio do trigo.

O eleitor está de fato mais maduro e calejado depois de apanhar tanto. Há muito tempo ele vem elegendo políticos que só prometem e no final fazem o que bem entendem, desrespeitando a vontade popular, a vontade das minorias (econômicas) em favor de pequenos grupos ou por interesse pessoal.

Está calejado com as falsas promessas. Aqueles que estão hoje no poder e que nunca, absolutamente nunca respeitaram a vontade do povo, está propenso a deixar a vida pública por força do voto do povo que conhece melhor as atividades públicas de cada um. Poucos parlamentares que estão no poder merecem a confiança do povo porque lutaram pelos seus interesses.

É por isso que novos nomes que estão entrando agora na política têm mais chance de ganhar a confiança do povo, desde que assuma compromisso com ele, de votar projetos e medidas que beneficiem a Nação como um todo e não mais penalize o pobre do trabalhador que é o que paga todas as contas que más gestões produzem no Brasil.

Não há dúvida do gradual amadurecimento do eleitor sul-mato-grossense e brasileiro de maneira geral. E ele saberá usar bem essa arma de que dispõe para que tenhamos um Estado e um país muito melhor para todos.

Esse mesmo eleitor cansou de tantos atos de corrupção que tomam conta da maioria das nossas autoridades políticas. Uma prova disso é que na Câmara e no Senado Federal e até na presidência da República, as denúncias de envolvimento de autoridades com verdadeiros crimes organizados no desvio de dinheiro público, é seríssimo e envolve inúmeras pessoas em todos os poderes.

Por conta de tantos desvios e interesses pessoais e de seletos grupos, o Brasil caminha capenga, com uma saúde e educação fragilizados, sem qualidade. Faltam recursos até para essas duas áreas essenciais e isso sem contar para as outras áreas. É lamentável o descaso do poder público com as necessidades do povo.

Além disso tem o favorecimento dado a empresários, especialmente os grandes, que sonegam impostos que poderiam ser usados em benefício do povo. Esse estado de coisas não pode mais continuar.

Portanto, aos novos candidatos que colocaram seus nomes à disposição de partidos políticos para disputar vagas nas assembleias legislativas, Câmara Federal, Senado e Presidência da República, convém refletir sobre isso tudo e honrarem os compromissos assumidos agora, no período de campanha, com o povo brasileiro.

A Nação não pode mais esperar pelo tão sonhado desenvolvimento. Somos um país riquíssimo em todos os sentidos, com grande extensão territorial, grandes áreas de produção, clima, riquezas minerais e de produção no agronegócio e na indústria e comércio e um povo capacitado e trabalhador. Tudo realmente para deslancharmos rumo ao progresso e desenvolvimento para que tenhamos mais qualidade de vida nos lares, nas famílias. E só não temos isso ainda por conta de maus políticos eleitos num período como esse que estamos vivendo agora.

Não temos dúvida de que o jogo começará a mudar e o eleitor usará as urnas para demonstrar sua indignação com tantas irregularidades, incompetência e atos de corrupção envolvendo pessoas em todos os escalões públicos para roubar o patrimônio público. Isso tudo caminha para um basta! um fim que se verificará a cada apuração do resultado das urnas.

  • Presidente da Feintramag MS/MS e coordenador regional da CSB.

Envie seu Comentário