25/07/2017 16h

Artigo: Governo fará convite para que os bons deixem o serviço público

Por: Edilson José Alves

Divulgação: Dora Nunes
 
 

Uma lástima esse governo de Michel Temer, apesar de algumas vozes defendê-lo. Não são muitos que se levantam em sua defesa, mas pelo temos a certeza que são bem pagos. Depois de fazer farra com o dinheiro público para frear investigações contra o seu governo, Temer aumenta impostos, massacra com sua atitude a sociedade brasileira e agora estuda colocar em prática um Programa de Desligamento Voluntário (PDV).

Caso implante de fato o PDV, o governo pretende economizar cerca de R$ 1 bilhão. Parece muito dinheiro, mas não é, essa economia é uma gota em um oceano de R$ 139 bilhões de déficit previsto para garantir o que eles chamam de meta fiscal neste ano. Não bastasse isso, o próprio Temer escancarou os cofres públicos para ganhar apoio e barrar denúncias de corrupção contra o seu governo. Liberou nada menos que R$ 3,4 bilhões em emendas apenas nos meses de junho e julho. O valor liberado às pressas representa 97% do montante disponibilizado ao longo do ano.

Com tantos gastos o cerco vai se fechando e o governo não vê outra saída a não ser aquela da semana passada, aumento de impostos. Na sexta-feira passada logo após o anúncio os preços dispararam nas bombas de combustíveis. Em um dos seus pronunciamentos Temer disse que a população iria entender a majoração dos tributos. Ledo engano. O povo não entendeu e nem irá entender um governo que gasta de forma desmedida com deputados e senadores apenas visando à própria sobrevivência. Já a sobrevivência do país e da população que se dane.

Agora o governo vem com essa de PDV. No meu entendimento nenhum "aspone" ou "imprestável" que ocupe cargo público vai pedir demissão de forma voluntária. Nem o mais tolo acredita numa idiotice dessas, até porque não teriam a coragem de entrar para o grupo dos desempregados. Para se ter uma dimensão do atual quadro econômico brasileiro, nos últimos meses é impressionante como os índices de pesquisas confirmam uma perda expressiva de empregos com carteira assinada. Hoje são mais de 14 milhões de trabalhadores ‘zanzando’ de um lado para o outro buscando a sobrevivência. E o governo tem a cara de pau de dizer que não existe recessão, que o país não está em crise.

Esse Programa de Desligamento Voluntário que está sendo estudado pelo governo é, na verdade, um convite para os bons se retirarem do serviço público federal. Somente aqueles que hoje ocupam cargos federais, mas que possuem projetos pessoais, são realmente empreendedores, poderão aderir, afinal de contas terão vantagens para isso. Agora aqueles ‘paquidermes’ que ficam nas ditas repartições só tomando cafezinho, fazendo a cruzadinha no jornal do dia e enrolando o cidadão de bem, esses podem ter certeza que não serão voluntários para deixarem as gordas ‘tetas’ desse governo corrupto, que está mergulhado num mar de lamas e que usa o nosso dinheiro para comprar os salafrários que estão no congresso para fazer negócios e votar contra a população.

*Jornalista

edilsonreporter@hotmail.com

Envie seu Comentário