27/02/2018 14h20

Artigo: Seguindo as intenções de Jesus

Pr. Oziel Gustavo Marian

 
 

O convite, o chamado e o desafio de Jesus, não é apenas para crermos nele, mas para seguirmos a ele. Por isso, nesta série, vamos tentar tornar o discipulado mais real e significativo. Hoje veremos como seguir Jesus em suas intenções. Sim, porque tudo começa nas intenções, são elas que determinarão o rumo das coisas.

A intenção de Jesus inclui "levar boas notícias aos pobres, anunciar liberdade aos presos, dar vista aos cegos, libertar os que estão sendo oprimidos e anunciar que chegou o tempo em que o Senhor salvará o seu povo" (Lucas 4.18-19). Conhecendo a vida de Jesus, sabemos que foi isso que ele fez. Ele não desviou da rota, não trocou de prioridades e não teve outras expectativas. A trajetória dele foi definida por aquilo que ele tinha como meta.

Muitas pessoas vivem sem ter intenções na vida, vão deixando a vida determinar o que precisam fazer. Outras pessoas possuem intenções, mas nem sempre elas combinam com as intenções de Jesus.

Seguir Jesus, significa emparelhar nossas intenções com as intenções dele. Então pergunte a si mesmo: minhas intenções levam em consideração os pobres, os humildes, os desprezados, os presos, os viciados, as pessoas com deficiência, os doentes, as injustiças do mundo, o Reino de Deus?

Se a resposta for não para todas, reveja com urgência tuas intenções e busque o máximo de sincronia com as intenções de Jesus. Para que isto aconteça, duas coisas são essenciais: Uma delas é não pensar apenas em si mesmo – prestem atenção nas intenções de Jesus: Onde está o EU de Jesus? Não está em entre as suas prioridades. Todas as intenções e toda a vida de Jesus foi voltada para o outro. Precisamos tirar a nós mesmos do centro de tudo.

Outra coisa essencial é a interação com Jesus. Assim como a vida de um casal vai se assemelhando, assim, nossa vida vai se assemelhando a cristo. Quanto mais próximo e intenso for nossa relação com Jesus, mais parecido com ele vamos ficando.

Precisamos, portanto, ter boas intenções, ser transparentes nas intenções, as intenções devem incluir os outros, as intenções devem promover o Reino de Deus, as intenções devem colocar Jesus em evidência. Porém, boas intenções não bastam. Elas precisam ser traduzidas em ações, mas isto veremos nas próximas semanas.

Pr. Oziel Gustavo Marian

Igreja Evangélica Luterana

Rua Clodomiro Novaes, 182, Ponta Porã-MS.

Telefone 67-3431-0311 – Whatsapp 67-99811-1515

Envie seu Comentário