06/03/2018 05h30

Leia a Coluna Informe J.N. com João Natalício

Aqui na fronteira, com a graça de Deus, estamos vivendo dias de paz e não teremos motivo para preocupação nesse sentido.

Jornal de Noticias
 
 

INFORME JN

EXPECTATIVA

  • Durante toda a semana a expectativa foi muito grande a respeito das ações do General Walter Braga Neto no comando das forças da Intervenção Militar na cidade do Rio de Janeiro. Não sei ainda o que poderá acontecer daqui para frente nas ruas e avenidas da Cidade Maravilhosa. O que eu sei é que esse oficial 4 estrelas sabe o que faz e não come nada enrolado. Não custa nada a gente aguardar o que virá por aí. Deve ser chumbo grosso e muita correria.

  • Um amigo de Dourados que está passando uns tempos no Rio de Janeiro, me telefonou esta semana para me parabenizar: "Vocês aí da fronteira muito logo estarão recebendo a companhia de novos moradores procedentes dos morros cariocas. Eles têm muito dinheiro, gostam de morar e passar bem e, normalmente, têm muitos dedos moles ao seu redor". O meu amigo pode ficar tranquilo que a cidade de Dourados também está na rota desses "empresários" que só querem paz e sossego. Será que agora nós vamos ter que pagar por tudo aquilo que não fizemos?

PAZ PARA TODOS

  • Aqui na fronteira, com a graça de Deus, estamos vivendo dias de paz e não teremos motivo para preocupação nesse sentido. A nossa expectativa agora é a semana de festas que teremos com a realização da 44ª Exporã. Muitos negócios, novidades, shows e alegrias virão por aí. Tenho a impressão que o presidente do Sindicato Rural de Ponta Porã, André Cardinal, e sua diretoria, vão passar uma semana dormindo muito pouco, mas tudo isso será compensado pelo grande sucesso do evento. Tomara que não chova!

  • Falando em chuva, na gestão do prefeito Hélio Peluffo está chovendo preocupação para demonstrar à população qualidade no serviço público. Nesse sentido, o prefeito reuniu em seu gabinete todo o secretariado do município para ouvir – com muita atenção – todas as explicações dos técnicos da Fapec - Fundação de Apoio à Cultura e Ensino, contratados pela Prefeitura para iniciar "processo estratégico de avaliação, monitoramento, aplicação e continuidade de ações direcionadas em todas as áreas do serviço público municipal".

  • Para muitos, com a qualidade comprovada do atual secretariado do município, todos eles responsáveis e entendidos nas áreas que atuam não haveria a necessidade dessa aula e treinamento de técnicos de fora. É que o prefeito Peluffo está pensando na qualidade do serviço público durante todo o seu mandato, pois foi isso que ele prometeu à população. Os técnicos da Fapec, por sua vez, destacam que dentre as prioridades das prioridades está a visão global do modelo de gestão.

A VEZ DOS IDOSOS

  • O senador Pedro Chaves (PSC por enquanto) quer valorizar os idosos com mais de 60 anos. Projeto de sua autoria está em tramitação no senado e pode ser a chave de novas oportunidades para milhares de pessoas da chamada Melhor Idade. O projeto de Lei 154/2017 prevê incentivos para empresas contratarem funcionários idosos. Pela proposta, o empregador poderá deduzir da contribuição salarial o valor de um salário mínimo (R$ 954,00) para cada semestre de trabalho do empregado com idade igual ou maior que 60 anos. Não é muito, mas vale a pena tentar. Em tempo: o senador Pedro Chaves já está no PRB.

CANDIDATOS

  • Estão dizendo que na eleição deste ano Ponta Porã deverá ter muitos candidatos a deputado estadual. Da relação já conhecida, entre 6 a 7 pré-candidatos, podem acrescentar mais o nome do pecuarista José Carlos Monteiro, provavelmente pelo PSDB, PSD ou qualquer outro partido. Conversei com ele esta semana e não se fez de rogado para mandar um recado a quem interessar possa: "Eu não estou morto. Politicamente e empresarialmente estou mais vivo que nunca e vou pras cabeça".

Acredito.

  • Mas tem gente que não acredita. O pessoal acha que o Monteirinho está blefando, só para deixar os demais pré-candidatos de orelha em pé. Ainda não conversei com o Bilo sobre o assunto. A palavra final será dele. O Bilo é o dito-cujo que mais entende de Zé Monteiro, desde os tempos do PDT e do glorioso Moacir Belmonte.

ESQUEMA

  • Uma fonte credenciada do PMDB me disse sábado passado que o vereador Daniel Marques é pré-candidato a deputado federal e seria por sugestão do próprio André Puccinelli, presidente estadual do partido e provável candidato ao Governo do Estado.

  • Segundo o mesmo informante, o pré-candidato a deputado estadual seria o viceprefeito Caio Augusto (PSD) num esquema armado lá por Campo Grande respaldado aqui pela fronteira. O ex-deputado Flávio Kayatt está com a razão: "Esse Caio Augusto não perde tempo e nem dorme em serviço". Alguém deverá sobrar no PMDB nessa história toda.

MARCELINO

  • Falar nisso, como ficará o futuro político do secretário municipal de Segurança, Marcelino Nunes de Oliveira? Será que ele vai desistir da sua provável candidatura a deputado federal? Segundo consta, o bizu é o seguinte: com a possível eleição de Caio Augusto para a Assembleia Legislativa, o glorioso Marcelino seria o provável candidato a vice-prefeito no projeto da reeleição do prefeito Hélio Peluffo em 2020. Tem mais: em 2022 o prefeito tucano candidata-se a deputado estadual ou federal e se conseguir eleger-se, o Marcelino Nunes assumiria a Prefeitura de Ponta Porã. Tudo perfeito se não fosse justamente esse bendito SE.

J. N. Oliveira

jndeoliveira@jnnoticiaspp.com.b

Envie seu Comentário