22/04/2017 05h50

Jornal O Progresso, o nosso amigo certo de todos os dias por José Alberto Vasconcellos

É o mais antigo jornal publicado no Estado.

Divulgação (TP)
 
 

Ab initio, com o reforço do testemunho da comunidade douradense, temos de reconhecer que a EDITORA JORNAL O PROGRESSO LTDA., tendo como Diretora-presidente, Adiles do Amaral Torres; e suas filhas: Blanche Torres, como Diretora-superintendente; e June Ângela Torres, como Diretora-Executiva; e como Editor-chefe, Vander Verão, é uma empresa tradicional e sólida, que cumpre com absoluta regularidade sua tarefa de informar os habitantes da grande região de Dourados e bem assim divulgar e apoiar as atividades econômicas regionais que impulsionam o Estado e o País.

SESSENTA E SEIS anos cumpridos com regularidade, provam que o JORNAL O PROGRESSO chegou antes de todos os outros jornais que circulam no Estado. É o mais antigo jornal publicado no Estado.

R.Ney Magalhães, Cidadão sul-matogrossense com 80 anos de idade, como ele mesmo anuncia no final da publicação de artigo no "Ponta Porã Informa", do amigo Tião Prado, em data recente, escreveu, verbis: "Ainda como criança, como Office-boy no Cartório Santos Pereira de Registros de Imóveis de Ponta Porã conheci e passei a admirar o Advogado nordestino Dr. José dos Passos Rangel Torres, não só pelas "gorjetas" que recebia no trabalho de protocolar seus requerimentos nas Repartições Públicas mas também pela valorização que me confiava em fazer a entrega pessoal do seu Semanário recém criado, O PROGRESSO, aos funcionários daqueles órgãos." "Weimar Gonçalves Torres o primogênito do Dr. Torres formou-se em Direito e voltou para a fronteira. O clima político era quente pelas disputas do Poder entre o PTB getulista do Dr. Torres/Lycio Borralho/José Pinto Costa/ Cel. Astúrio Monteiro de Lima e a poderosa UDN de Adjalma Saldanha/Aral Moreira/Cota Marques." "Precavido, o pai encaminhou o filho para Dourados o novo município que aflorava e se desenvolvia com a criação das Colônias instituídas por Getúlio Vargas." "Weimar levou com ele O PROGRESSO e seus ideais sociais/trabalhistas. Assim, aquele Jornal Impresso criado na fronteira e naturalizado douradense tornou-se uma instituição não só de divulgação e comunicação do Sul do então MT ainda Uno, mas também em um veículo essencialmente educacional do regionalismo agora sul-mato-grossense." "Em suas páginas nossas raízes foram sendo fixadas, registradas e armazenadas, e atualmente difundidas diariamente consolidando e valorizando o Mato Grosso do Sul" (sic)

O testemunho — que reputamos de valor inestimável — de autoria do sr. R. Ney Magalhães, assentado nas páginas virtuais do informativo do amigo jornalista Tião Prado: "Ponta Porã INFORMA. com.br), corrobora a saga da família Torres, no trato e na conservação ativa, do então hebdomadário que nasceu em Ponta Porã e migrou para Dourados, no ano de 1950 e teve a sua primeira edição no dia 21 de abril de 1951, justificando agora em 2016, a comemoração dos SESSENTA E SEIS ANOS, de "Pensamento e ação por uma vida melhor."

O filho do Dr. José dos Passos Rangel Torres, o advogado Weimar Gonçalves Torres, então deputado federal, faleceu tragicamente num acidente aéreo em 1970. Como já fizemos antes, em outra comemoração de aniversário deste jornal, em decorrência do sinistro que ceifou a vida do nosso deputado federal, novamente recorremos ao testemunho do ex-governador Pedro Pedrossian, registrado no seu livro "O Pescador de Sonhos", à pág. 192: "Um acidente aéreo nos privaria de Weimar, deixando-nos consternados. O Estado perdia um dos seus grandes filhos. A conduta da minha amiga Adiles do Amaral Torres, viúva de Weimar, provocaria nossa admiração. Em meio à tristeza, com a pequena Blanche no colo, entregou-se à luta de continuar o projeto do marido com invejável valentia e idealismo. Transformaria O PROGRESSO, jornal fundado por Weimar, em moderna empresa e passaria a ser o grande veículo líder de vanguarda de Dourados, de seu povo e toda região." (sic)

O manifesto do ex-governador Pedro Pedrossian, registra o triste evento relacionado com a morte do deputado federal Weimar Gonçalves Torres; e testemunha a decisão férrea da sua viúva, a agora Dra. Adiles do Amaral Torres, Diretora-presidente da EDITORA JORNAL O PROGRESSO LTDA., em continuar — embora com todas as dificuldades enfrentadas na época — com a edição do jornal O PROGRESSO, que desde sua fundação nunca sofreu qualquer interrupção nas suas edições, inicialmente semanais e agora diárias. Hoje Adiles encontra respaldo e suporte para seu trabalho no jornal, com suas próprias filhas: aquela menina de colo lembrada por Pedrossiam – Blanche – hoje exerce na empresa a função Diretora-superintendente; e sua irmã – June Ângela Torres – Diretora-executiva.

Tocado pela família Torres, com a presença marcante do Editor-chefe Vander Verão, que já por décadas adotou o jornal como atividade definitiva, onde exerce com satisfação, segurança e seriedade a função, sem nenhum lapso na execução do seu trabalho.

Interessante registrar também, que editado o jornal, ele precisa chegar às mãos dos seus assinantes no menor espaço de tempo possível. Sobre a regularidade das entregas podemos, pessoalmente, testemunhar que a EDITORA JORNAL O PROGRESSO LTDA., conta com uma equipe de entregadores, que se pode considerar de primeira. Entrega os jornais nas primeiras horas do dia, com uma regularidade de dar inveja à lua que testemunha, todos os dias, o trabalho dos "meninos".

Quanto ao conteúdo, o jornal "O Progresso" é publicação séria e responsável. Imparcial, avesso ao sensacionalismo, informa seus leitores de forma simples e completa, alcançando mais intensamente os municípios que compõem a região influenciada por Dourados, divulgando as obras, apoiando a produção do campo e os avanços sociais, em cada um deles.

Com regularidade, circula também por todos os municípios do Estado, abordando temas que a todos interessa nos vários campos das peculiares atividades de cada um.

Em resumo: temos um aniversário que comemora SESSENTA E SEIS ANOS do jornal "O Progresso" com os testemunhos de duas personalidades importantes: R. NEY MAGALHÃES, que viu a "semente" do JORNAL O PROGRESSO, nas mãos do Dr. José dos Passos Rangel Torres, em Ponta Porá; e testemunhou seu traslado para Dourados pelas mãos do seu filho, o então advogado recém formado, Dr. Weimar Gonçalves Torres.

Contamos ainda com o testemunho do ex-governador PEDRO PEDROSSIAN que, diante do sinistro que ceifou a vida do Dr. Weimar, num momento de muita tristeza, teve sua atenção voltada para a viúva Adiles, que com a filha pequena (Blanche) no colo, naquele momento mais difícil da sua vida, afirmar convicta de que o jornal continuaria com sua publicação... e continuou até hoje, quando comemora seus SESSENTA E SEIS ANOS de vida útil, servindo toda sociedade sul-mato-grossense.

É certo que em alguns pontos desta manifestação de gáudio e jubilo pelo aniversário do jornal, repetimos manifestações já feitas em ocasiões anteriores, relacionadas a outros aniversários comemorados, todavia, temos que concluir: o jornal O PROGRESSO merece que repitamos suas virtudes, afinal de contas, SESSENTA E SEIS ANOS, é muito tempo!

03.03.2017 (7.342) Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais. Cidadão Douradense. Membro da Academia Douradense de Letras.

Envie seu Comentário