03/07/2017 16h30

Artigo: A inspiração que vem, da margem esquerda... do Rio Aquidauana !

Por: Rosildo Barcellos

Divulgação: Dora Nunes
 

Existen 3 puntos de vistas respecto a la Guerra Guazú o Guerra del Paraguay o Guerra de la Triple Alianza. Los "LOPIZTAS", gente que gracias a la educación brindada en Paraguay desde 1936, tuvieron un lavado de cerebro impresionante, y se convirtieron en fanáticos nacionalistas e irracionales defensores de Solano López. Son los escriben en todos los sitios de YouTube ¡Viva el Mariscal López! Los "ANTILOPIZTAS", gente que opina que Francisco Solano López fue el peor dictador que existió en América en el siglo XIX. Consideran que al secuestrar por orden de Solano López el buque brasilero "Marquez de Olinda", invadir Mato ¨Grosso do Sul (Brasil), y la Provincia de Corrientes (Argentina), tomando prisioneros y abusando sexualmente de montones de mujeres, llevó al Paraguay a la ruina humana y econômica.

E o terceiro ponto seria entender que produzir uma história de vida, representa tratar a vida como uma história, isto é, como o relato coerente de uma sequência de acontecimentos com significado e direção. Falar de história de vida é pelo menos pressupor – e isso não é pouco – que a vida é uma história e que [...] uma vida é inseparavelmente o conjunto dos acontecimentos de uma existência individual concebida como história e o relato dessa história produção de textos biográficos foi uma atividade constante em toda a carreira intelectual e política do Visconde de Taunay, de maneira a contribuir para tornar célebres personalidades brasileiras e estrangeiras que, a seu ver, desempenharam um papel importante no projeto de constituição da nacionalidade brasileira. Mas sobretudo quero dizer A Guerra do Paraguai durou seis anos e foi o maior conflito bélico que o Brasil participou e é o segundo maior do continente americano, perdendo somente para a Guerra de Secessão. O episódio é marcante na história brasileira e é recheado de particularidades, curiosidades, mitos A guerra entre o Paraguai e a Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e Uruguai) trouxeram diversas consequências, que nos atingem até hoje. O Brasil enviou 150 mil homens dos quais 50 mil morreram. Juntando os civis brasileiros esse número sobe para 60 mil mortos, com 18 mil da Argentina e 3 mil do Uruguai. O Paraguai perdeu 300 mil pessoas.

Especificamente História e Literatura se mesclam e apontam para a percepção. Não do avesso, mas do diverso, que podemos ter neste mundo e essas devem traduzir os pilares de como conduzir nossas vidas. Num momento tão delicado que o nosso país vive, numa atual guerra pela volta dos valores familiares e fraternos, é fundamentalmente importante supedanear o nosso próprio suor como fonte de renda e de valor humano. resgatando o país para os trilhos do desenvolvimento, que é justamente o que representa o Porto Canuto para nossa gente Assim como informa os relatos do último dia da Retirada da Laguna "Chegamos no dia 11 ao Porto do Canuto, (11 de junho 1867) na margem esquerda do rio Aquidauana. Foi o último pouso da nossa dolorosa volta. Ali terminou o cruel itinerário que, em expiação das nossas temeridades, nos fizera passar por tantas desventuras quantas é possível o homem suportar sem sucumbir. Nesta paragem, despimos enfim os míseros andrajos que nos cobriam, libertando-nos ao mesmo tempo desses insetos dos campos que penetram na pele e nela produzem úlceras tenazes. O rio oferecia-nos magníficos banhos para as nossas abluções! Todos esses lugares podem denominar-se a região das águas formosas!" Que tomemos o banho revigorante do civismo e voltemos a ajudar a reconstruir o nosso país, na medida ímpar de nossas capacidades.

*Articulista

Envie seu Comentário