Violência

"Segurança na Fronteira" é o tema da Coluna Pontaporainforma

Por: Tião Prado

19/07/2018 12h05 - DN

 

Coluna Pontaporainforma – Tião Prado

Ola, estamos de volta! Passei um tempo pensando em tudo que esta acontecendo e vendo e prevendo que cada dia que passa as autoridades e os políticos faz com que o povo e principalmente o povo que vota crie mais ‘nojo’ desse pessoal e vamos explicar...

Primeiro: a nossa querida e abençoada fronteira está vivendo o ‘caos’ na área de segurança pública e para completar o 190, que sempre é o salvador da pátria por parte de quem passa por algum perrengue, quase nunca funciona e é só reclamação.

Segundo: dias atrás fui convidado para uma reunião da sede do 4º BPM, cheguei já no fim da reunião porque tinha outra reunião no mesmo horário e a primeira havia sido convidado por oficio e a segunda, por um recado no whatsaap. Falando com o comandante geral da PM no MS, Coronel Waldir Ribeiro da Costa, pensei que ele já estava trazendo embaixo do braço um plano extraordinário de combate aos crimes em nossa região, mas o Coroenel disse que era a segunda reunião para começar a tratar do assunto. Então né, falar o que, só acho que é porque estamos em fim de mandato e isso deve ficar para o próximo ano e para o próximo governo.

Terceiro: Os ministros da Defesa e da Segurança, Raul Jungmann e General Joaquim Silva e Luna, vem ao MS discutir a questão ‘segurança nas áreas de fronteiras’. Parabenizo a iniciativa e vamos todos ao Centro de Convenções de Ponta Porã ou para frente do 11º com a presença das autoridades. Ou ainda a reunião poderia ser em Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Bela Vista ou ainda Corumbá, divisa com a Bolívia, lá é maior, tem mais estrutura. Também não, vamos onde então?

Bem vamos a Campo Grande, 350 Km da fronteira. Fronteira essa onde o " bicho pega, a cobra fuma e filho chora e mãe não vê". Na capital é mais tranquilo, mais fácil de discutir segurança pública da fronteira.

Poderia até acreditar que a reunião será produtiva, mas não será, vão prometer tudo o que já foi prometido lá atrás e nada será cumprido, sabe porque? Porque o governo do Presidente ‘Fora’ Temer do MDB já acabou, ou melhor, nem começou, porque um presidente que tem quase 100 % de rejeição não vai a lugar nenhum a poucos dias do maior pleito eleitoral que temos, as eleições 2018.

Enquanto isso aqui em Ponta Porã acontece de tudo, roubos de celulares e motos em todos os bairros da cidade, isso quase todos os dias, e nada de policia. Agora passamos a ter uma nova modalidade de crime, ou roubos a veículos, e o alvo são as caminhonetes.

Aí você pode se perguntar e a policia? Pois bem, os poucos policiais que tem aqui na fronteira, que são honestos e trabalhadores estão fazendo a parte deles com toda dificuldade do mundo, pois falta viaturas, combustível, armamento e munições.

No 4º BPM era para ter quase 400 homens e mulheres policiais Militares, mas não temos mais de que 120, isso para atender os trabalhos do dia a dia, presídios, as cidades vizinhas, Fórum, promotoria e o hospital.

Outro dia, encontrei uns amigos da policia Civil e disse: "Na policia Civil deu uma melhorada, vieram novos delegados". De pronto obtive a resposta: "Sim, mas nós precisamos de agentes, investigadores, pessoas que vão a campo fazer o trabalho investigativo, delegado fica em delegacia e gabinetes". Bom aí já não sei mais nada.

Hoje nosso foco foi a segurança pública, ou seja, a falta dela. Na próxima semana vamos falar das mudanças no trânsito da rua Antônio João.

Para finalizar, gostaria de convidar para que o leitor da coluna assista o nosso programa: Tião Prado na Web, que vai ao ar todas as segundas, quartas e sextas-feiras, no facebook, fanpage, no youtube do site Pontaporainforma. Está bem legal, pelo menos a minha família falou isso, deve ser porque são família.

Abraços

Desculpe, mas tinha que escrever que esse artigo

Envie seu Comentário