16/03/2018 10h50

Ponta Porã na linha do tempo: Capitão João Antônio da Trindade, de herói a juiz de paz

Por: YHULDS BUENO

 
 
Foto arquivo pessoal de Maria Guarani Kaiowá Barcellos: João Antônio da Trindade (Capitão).Foto arquivo pessoal de Maria Guarani Kaiowá Barcellos: João Antônio da Trindade (Capitão).

Escritores e pesquisadores em suas publicações, Capitão Trindade foi um dos heróis da retirada da Laguna, o primeiro juiz de paz de Ponta Porã, entre suas atribuições manter a ordem e a segurança, considerado um dos homens mais cultos da região em seu período histórico, morou na cidade até seu falecimento em 11 de novembro de 1920. De acordo com informações de seus descendentes, mencionado no livro de Elpídio Reis, o senhor Trindade era considerado em sua época um dos homens cultos, entre os demais existentes em Ponta Porã, desta forma cabia a ele um papel fundamental no apoio e incentivo para desenvolvimento sócio-político cultural na pequena cidade, que estava começando a se constituir de forma mais efetiva e menos transitória, com moradores e comércios se fixando no perímetro urbano.

Fonte de pesquisa:

REIS. Elpídio. Ponta Porã Polca Churrasco e Chimarrão. Rio de Janeiro, RJ. Rio. 1989. SEREJO. Hélio. Pialando... No Mas. Uma homenagem de carinho a Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. Tupi Paulista, SP. Versiprosa, 1989.

 
Pesquisador: Prof. Yhulds Giovani Bueno. Pós Graduado em Ensino de História e Geografia. UNIVALE Fac. Integradas do Vale do Ivaí. Mestrando PPGDRS/UEMS/UNIDADE PONTA PORÃ-MS.Pesquisador: Prof. Yhulds Giovani Bueno. Pós Graduado em Ensino de História e Geografia. UNIVALE Fac. Integradas do Vale do Ivaí. Mestrando PPGDRS/UEMS/UNIDADE PONTA PORÃ-MS.

Envie seu Comentário