Santuário é tombado como patrimônio histórico de Campo Grande

A publicação pode ser conferida na edição desta sexta-feira, na página 4.

13/07/2018 16h10 - DN

Foi publicado no Diário Oficial de Campo Grande desta sexta-feira, 13, o tombamento do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como patrimônio histórico do município. Conforme o documento, o processo é justificado por seu valor histórico e arquitetônico.

"O tombamento do Santuário mostra como ele é um lugar sagrado e especial. Em todos esses anos, muitas pessoas receberam bênçãos aqui", comenta o reitor do Santuário, Pe. Dirson Gonçalves.

A publicação pode ser conferida na edição desta sexta-feira, na página 4.

O Santuário possui a construção mais antiga entre as igrejas de Campo Grande. No próximo dia 3 de agosto irá completar 77 anos. A igreja foi inaugurada no dia 3 de agosto de 1941. Mas a paróquia teve início dois anos antes, em 1939, fundada pelo então Bispo de Corumbá, Dom Vicente Priante, ficando sob os cuidados da Congregação do Santíssimo Redentor dos Missionários Redentoristas.

Os projetos originais são datados de 9 de novembro de 1939 e possuem Joaquim Teodoro de Faria como responsável técnico, que até mesmo foi nomeado prefeito de Campo Grande na década de 40, segundo o documento do processo de tombamento do Santuário como patrimônio histórico e cultural do município. Mas a construção da igreja teve início em 1940, conforme a data entalhada na Pedra Fundamental da Igreja, localizada a esquerda de quem entra no Santuário.

A igreja é considerada uma das mais belas do Estado e os estudos arquitetônicos mostram que foi inspirada na Basílica de Santo Apolinário em Classe, localizada em Ravena (Itália).

No dia 10 de janeiro de 1999, o então Arcebispo de Campo Grande, Dom Vitorio Pavanello, publicou o decreto de elevação da Igreja à Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, motivado pelas tradicionais novenas que acontecem todas as quartas-feiras. Em dezembro de 2017 passou a ser considerado Santuário Estadual com a Lei que instituiu Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a "Padroeira de Mato Grosso do Sul".

Atualmente, o Santuário de Campo Grande é o que mais realiza novenas em todo o mundo, com 18 novenas, de hora em hora, a partir das 6h até às 23h. Cerca de 25 mil pessoas passam pelo Santuário todas as quartas-feiras.

Confira a programação a programação que fará parte das comemorações dos 77 anos do Santuário:

31 de julho - Véspera da Festa de Santo Afonso

19h - Missa Solene em honra a Santo Afonso

1 de agosto - Festa de Santo Afonso

6h às 23h - Novenas pelas vocações

2 de agosto

6h - Cerco de Jericó pelas vocações

9h - Missa Vocacional e Bênção do Santíssimo

12h - Cerco de Jericó pelas vocações

15h - Missa Vocacional e Bênção do Santíssimo

18h - Terço dos Homens pelas vocações

19h15 - Missa Vocacional e Bênção do Santíssimo e Ação de graças pelos 15 anos de ordenação sacerdotal do Pe. Dirson Gonçalves

3 de agosto - 77 anos de inauguração do Santuário

6h - Cerco de Jericó pelas vocações

12h - Ofício das Leituras. Liturgia das Horas

15h - Terço da Misericórdia pelas vocações

18h - Hora Santa pelas vocações

19h - Missa Solene pelo aniversário do Santuário

20h15 - Partilha do bolo de aniversário

4 de agosto

10h - Casamento Comunitário

19h - Missa e lançamento da Festa da Primavera

19h45 - Lançamento do Livro de Poesias

Envie seu Comentário