02/02/2018 07h20

Carne paraguaia recebe certificação sanitária internacional

Neste fim de semana, missão técnica da Arábia Saudita chega ao Paraguai.

Correio do Estado
 
 
Missão dos EUA deve confirmar data de vistoria na próxima semana - Foto: La NacionMissão dos EUA deve confirmar data de vistoria na próxima semana - Foto: La Nacion

Informação divulgada nesta quinta-feira (1º) pela Câmara Paraguaia da Carne (CPC) anima o comércio interno. O país recebeu a certificação sanitária do British Retail Consortium (BRC), que autoriza comercialização em outros países e continentes.

A notícia chega em um bom momento, com interesse sinalizado pelos Estados Unidos, Arábia Saudita, Hong Kong e Cingapura pelo produto.

O frigorífico Guarani foi o primeiro a receber a certificação e o presidente da CPC, Juan Carlos Pettengill, enfatizou durante entrevista a Rádio Nacional do Paraguai que esse tipo de certificação vai além da análise de perigos e controle crítico para refrigeradores.

"Todos os fornecedores são avaliados a cada seis meses. O processo de análise é longo, minucioso e leva tempo. Este tipo de certificação prova o alto nível de empresas de refrigeração paraguaias modernas e atualizadas, que não têm nada para invejar outras", informa o representante da Câmara.

Sobre o que significa essa recertificação, Pettengill mencionou que "é uma cadeia de segurança alimentar e qualidade que o cliente e o consumidor final têm a certeza de que os produtos são totalmente adequado para o consumo".

AGENDA

Neste domingo (3), técnicos árabes chegarão no Paraguai para realizar uma auditoria do Serviço Nacional de Saúde Animal (Senacsa) e das fábricas de refrigeração, para permitir que o Paraguai comercialize carne bovina para o Golfo, Emirados, Catar, Irã, Kuwait, entre outros países.

O representante da CPC acrescenta que com os Estados Unidos ainda não foi marcada uma data oficial para visita técnica e inspeção, mas, nas próximas semanas devem acontecer novidades.

Envie seu Comentário