28/06/2017 15h10

GRÃOS: Mais sacas com menos esforços

Por Cristiano Jannuzzi, Gerente Agronômico da Netafim

Divulgação: Dora Nunes
 
 

Segundo o último levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra brasileira de grãos está indo em direção a um novo recorde. De acordo com a pesquisa, o Brasil deve colher 234,3 milhões de toneladas de grãos para a safra atual. São 47,7 milhões de toneladas a mais sendo colhidas em cerca de 60 milhões e hectares de áreas cultivadas no Brasil. O aumento é maior que o record registrado na safra 1976/77, na qual o crescimento foi de 46,9 milhões de toneladas.

Para que tenhamos números sempre crescentes, é necessário revisarmos algumas práticas agrícolas para que sejam aprimoradas a cada safra. Algumas delas requerem mais atenção, como a irrigação. Existem alguns métodos para colocá-la em prática, mas nem todos eles visam a economia e sustentabilidade.

Ao implantar o método de irrigação por gotejamento, alguns produtores de soja obtiveram, em média, um aumento de 40% na produção, chegando a 106 sacas por hectare. Aumento na produtividade e também na economia, pois o investimento garante a redução no consumo de água, nutrientes, defensivos e energia.

Fazer mais com menos tem se tornado um desafio recorrente no cenário do agronegócio. Para isso, a Netafim selecionou algumas dicas para que o produtor rural invista conscientemente na lavoura, crescendo e economizando, para que, cada vez mais a safra seja produtiva.

Pontualidade

Assim como nas outras culturas, nos grãos não é diferente: a planta precisa comer e beber na hora certa. Um ponto chave em uma safra de sucesso é, sem dúvidas, no enchimento dos grãos. Quando a irrigação e a nutrição são feitas de forma errada, o produtor coloca em risco o rendimento da safra e, consequentemente, seu lucro.

Unindo o útil ao agradável

A israelense Netafim oferece ao mercado o sistema de nutrirrigação, no qual é aplicado os nutrientes juntamente à água. Por serem subterrâneos, os tubos gotejadores levam os dois elementos que são fundamentais para uma safra de sucesso. Tudo isso acontece sem desperdício de água e de nutrientes. Por estar abaixo da superfície a taxa de evaporação é quase nula e o aproveitamento de água chega a 95% e a economia de produtos fertilizantes chega a 30%.

Combo

Nutrirrigação ou quimigação? O sistema de irrigação por gotejo permite ambas práticas que são essenciais no cultivo de grãos. A nutrirrigação diz respeito à aplicação de nutrientes juntamente à água durante a irrigação. Já a quimigação acontece quando há a combinação de defensivos agrícolas junto à água. Essas ferramentas, quando utilizadas de maneira conjunta diminuem a entrada de maquinários pesados na área do cultivo. Sendo assim, a compactação do solo se torna menor além da economia de energia que chega a 40% quando comparado aos demais sistemas de irrigação.

Na palma da mão

Para uma agricultura de qualidade, o produtor rural precisa conhecer a lavoura tanto quanto conhece a palma de sua mão. É necessário, principalmente, que o agricultor tenha conhecimento das necessidades que limitam o desenvolvimento pleno do cultivo. Para isso, a Netafim oferece a tecnologia uManage, que disponibiliza todas as informações de forma rápida e fácil diretamente na tela do smartphone do seu usuário. Por meio dele, é possível ter controle de toda a área que o sistema de irrigação por gotejamento cobre, podendo assim, planejar o manejo da melhor forma possível.

Envie seu Comentário