24/01/2018 07h10

Rally da Safra 2018 chega a região de Dourados na próxima quinta-feira

Na sequência, a Equipe 5 seguirá para o Nordeste do Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado.

Douradosnews
 
 

O Rally da Safra 2018, maior levantamento da safra de grãos do País, chega ao Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira, dia 25 de janeiro, para avaliação das lavouras de soja. As atividades a campo da Equipe 2 acontecerão nas regiões de Dourados e Maracaju, finalizando a etapa em Campo Grande, no dia 27. A equipe técnica coletará informações sobre as lavouras de soja de ciclo precoce, depois de ter percorrido as regiões Norte e Oeste do Paraná entre 22 e 24 de janeiro.

A expectativa pré Rally da Safra, a ser confirmada em campo, é de uma produção de 114,1 milhões de toneladas de soja em todo Brasil. No Mato Grosso do Sul, a estimativa aponta para uma produção de 8,6 milhões de toneladas no Estado, volume 1% menor em relação à safra passada. Já a área plantada poderá crescer 3%, passando de 2,52 milhões de hectares no período 2016/17 para 2,6 milhões de hectares. O aumento de área de soja deverá ocorrer preponderantemente sobre lavouras de milho, em razão da redução expressiva na rentabilidade do grão.

Roteiro

Nesta 15ª edição do Rally serão 12 equipes em campo, das quais nove avaliarão as lavouras de soja até o mês de março. Outras três vão a campo entre maio e junho para verificar as áreas de milho segunda safra. O levantamento acontecerá em 500 municípios nos 13 principais estados produtores que correspondem a 95% da área de soja e 72% da área de milho: Mato Grosso, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí e Tocantins.

Os técnicos avaliarão as condições das lavouras, população de plantas, peso médio de grãos, incidência de pragas, doenças e ervas daninhas, características físicas e nutricionais da soja, cobertura do solo, levantamento da participação de transgênicos, entre outros aspectos.

A expedição fará dez eventos regionais – com objetivo de divulgar dados da safra e apresentar cenários de mercado - e 30 cafés com produtores - para levantar expectativas sobre a safra da região e debater temas importantes para o setor. Diversas entrevistas com produtores e técnicos ao longo do percurso serão realizadas para validar as informações coletadas a campo. A estimativa é percorrer um total de 95 mil quilômetros neste ano, com aproximadamente 1500 lavouras amostradas e 3.000 produtores contatados.

Os trabalhos em campo da Equipe 1 tiveram início no dia 15 de janeiro em Sinop/MT. Os técnicos percorreram o Médio-Norte e Oeste do Mato Grosso até 20 de janeiro, coletando informações da soja de ciclo precoce.

De 29 a 31 de janeiro, a Equipe 3 estará em Goiás para fazer o levantamento na região Sudoeste do Estado. A mesma equipe retornará ao Mato Grosso para analisar as lavouras na região Sudeste.

Os técnicos da Equipe 4 permanecerão no Estado retornando às regiões do Médio-Norte (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso) e Oeste (Campo Novo do Parecis, Sapezal), agora avaliando as lavouras de ciclo médio/tardio.

Na sequência, a Equipe 5 seguirá para o Nordeste do Mato Grosso, finalizando o levantamento de soja no Estado.

Depois a Equipe percorrerá Goiás e Minas Gerais entre os dias 5 e 9 de março. A Equipe 7 avaliará regiões de São Paulo e, na sequência, Paraná e Santa Catarina. A expedição permanecerá no Sul até o dia 15 de março com a Equipe 8 visitando áreas no Oeste de Santa Catarina e nas regiões do Planalto e Missões do Rio Grande do Sul.

A Equipe 9 finalizará essa etapa com foco nas avaliações de soja no Nordeste e Norte do Brasil, nas regiões do Oeste da Bahia, Sul do Piauí, Maranhão e Tocantins.

Nesta edição, outras três equipes avaliarão o milho segunda safra entre os dias 14 de maio e 8 de junho no Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul e Paraná.

Envie seu Comentário