Exigências

Confira cinco pontos que são levados em consideração durante a vistoria veicular

Em Mato Grosso do Sul, as empresas de vistoria credenciadas pelo Detran atuam à luz da Resolução do Contran

15/12/2018 13h50 - Divulgaação (AD)

A vistoria veicular é o processo de verificação da autenticidade de um veículo automotor e está prevista no Código de Trânsito Brasileiro, regulamentada pela Resolução Nº 466/2013 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A vistoria legitima a identificação do veículo, com a análise documental e cadastral, comparando-a com as características físicas (análise do veículo), avaliando se o veículo dispõe de todos os equipamentos obrigatórios exigidos na legislação de trânsito.

Em Mato Grosso do Sul, as empresas de vistoria credenciadas pelo Detran atuam à luz da Resolução do Contran, cumprindo rigorosas exigências e com substanciais vantagens em relação ao procedimento que é feito no Detran, que ainda utiliza uma técnica rudimentar, que é o simples decalque com uso de lápis e papel.

"Nas empresas credenciadas o processo é todo digital, com registro de fotos, vídeos, monitorados e interligados com Detran e Denatran. Um processo tecnológico com sistema digital de inclusão das informações que garante confiabilidade e otimiza a base de dados do Estado", afirma o presidente da Assovis (Associação de Empresas de Vistoria de MS), José Ruy Coutinho.

É essencial ter o carro avaliado para evitar problemas futuros e até para conseguir o melhor preço na hora de vendê-lo. Mas você sabe o que é avaliado em uma inspeção? Confira algumas dúvidas dos motoristas na hora de passar por uma vistoria:

Por que você deve realizar a vistoria?

A vistoria veicular (de identificação veicular) é obrigatória sempre que houver a transferência de propriedade do veículo, bem como sempre que houver a necessidade de regularização do motor. Além do cumprimento da legislação, a vistoria é muito importante, pois evita que veículos sem condições de circulação estejam nas ruas colocando em risco a vida da população. A vistoria ainda protege o comprador, dando a ele um laudo padronizado atestando as condições do veículo no momento da compra ou venda.

Além da verificação do veículo, o que mais é checado na vistoria?

Na vistoria são vistoriados vários itens obrigatórios e também o documento do veículo, CRV (Certificado de Registro de Veículos). É necessário fazer a checagem de todos os documentos relativos ao veículo. A quitação do IPVA, licenciamento e RENAVAM, qualquer débito ou problema impede que a inspeção seja realizada. É importante notar que ao comprar um veículo e ser aprovado em vistoria não significa que o veículo será transferido, pois cabe ao órgão de trânsito a conferência dos dados colhidos no laudo de vistoria confrontando-os com os dados constantes em seus bancos de dados, onde serão verificadas eventuais multas, gravames e restrições.Quais os itens que são verificados na vistoria?

Farol, luzes piloto, luz de placa, lanternas de freio, de posição, luz de ré, acionamento das setas, acionamento intermitente de emergência, espelhos retrovisores, limpadores de para-brisa, pala interna de proteção contra o sol (para-sol) do lado do condutor, funcionamento do velocímetro, buzina, para-choques dianteiro e traseiro, triângulo, extintor de incêndio (validade), estado de conservação dos pneus (é medida sua capacidade de sulco), os estepes e as ferramentas que auxiliam a troca também são analisados. Funcionamento do freio de estacionamento (freio de mão).

Cintos de segurança: devem existir para cada ocupante do veículo, estepe e ferramentas para substituição do mesmo. Placa: deve estar com o lacre, sem trincas e sem obstáculos na leitura da identificação. Transparência dos vidros: películas muito escuras acabam não passando na vistoria sendo necessário retirá-las.

O carro passou por mudanças?

A inspeção também busca levantar tudo o que aconteceu com o veículo e se ele passou por transformações em comparação ao padrão da montadora, como por exemplo, as rodas com aro diferente do original de fábrica. A tolerância do Detran é de uma polegada para mais ou para menos em relação ao original. Outra alteração comum é a suspensão rebaixada, que também precisa seguir as determinações do Denatran.

No site www.assovisms.org.br é possível encontrar a relação das 39 empresas credenciadas no Estado, com endereços e contatos.

Envie seu Comentário