Sistema Fiems

Na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, Sistema Fiems apresenta projetos inovadores de educação

Com o objetivo de estimular a curiosidade dos jovens e motivar a população a discutir o papel da inovação para o desenvolvimento, o Sistema Fiems apresenta, durante a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia em Mato Grosso do Sul

17/10/2018 13h30 - Divulgação (AD)

Com o objetivo de estimular a curiosidade dos jovens e motivar a população a discutir o papel da inovação para o desenvolvimento, o Sistema Fiems apresenta, durante a Semana Nacional da Ciência e Tecnologia em Mato Grosso do Sul, que começou nesta quarta-feira (17/10) e termina nesta quinta-feira (18/10), no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, os serviços e produtos na área de educação e inovação desenvolvidos pelo Sesi, Senai e IEL.

Segundo o presidente do CDTI (Conselho Temático Permanente de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação) da Fiems, Luiz Cláudio Sabedotti Fornari, o destaque em desenvolvimento tecnológico que acontece em Mato Grosso do Sul é reflexo do desempenho de toda a sociedade, com destaque para o setor produtivo. "A Fiems não foge a isso e é uma meta do nosso presidente Sérgio Longen de que a gente ponteie a inovação. Nesse momento em que vivemos a 4ª Revolução Industrial, a Fiems presente nesse evento é uma necessidade no sentido de começarmos à frente de outros Estados. Sem dúvida nenhuma o envolvimento desses jovens aqui é o prenúncio de que o Estado vai ser líder nessa área", afirmou.

Para o diretor-corporativo da Fiems, Cláudio Alves, o evento é uma oportunidade de alinhamento entre iniciativa privada e poder público com relação a projetos de inovação. "É primordial para o Sistema Fiems participar de um evento como esse, pois estamos na vanguarda nessa área de ciência e tecnologia. Penso ser de suma importância essa discussão sobre o papel da inovação para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul", salientou.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, destacou a participação das instituições presentes no evento apresentando seus projetos de inovação. "A ciência e a tecnologia ainda são pouco compreendidas, mas acho que são um tema que não pode ser discutido se não trabalharmos junto a educação e o conhecimento, por isso essa Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que é realizada no País inteiro e nos 79 municípios do nosso Estado. A ideia é proporcionar os nossos jovens para desenvolver inovação, porque Mato Grosso do Sul é um Estado que tem espaço para isso", ressaltou.

Já a secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, a reforçou que proposta pedagógica do Governo do Estado é educar pela pesquisa. "Acredito que esse gosto pela ciência e tecnologia se desenvolve a partir do fazer, a partir da problematização e só o conhecimento é capaz de produzir ciência e tecnologia para o desenvolvimento do nosso Estado. Nossos jovens têm potencial e esse é um momento para eles apresentarem o que têm desenvolvido e também para trocar experiências e ver o que outras instituições também estão fazendo", declarou.

Estandes

Programação, robótica e pensamento computacional são tendências educacionais que fazem parte da grade curricular das Escolas do Sesi. Por isso, a instituição montou dentro do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo uma mesa de robótica, apresentando robôs de Lego construídos e programados pelos próprios alunos, que apresentavam a ideia do projeto para os interessados.

"O Sesi está presente aqui para mostrar nossa produção científica, o que temos produzido de projetos dentro das escolas e esse ambiente de ciência, de pesquisa e projetos inovadores é uma configuração do Sistema Fiems dentro do sistema de inovação do Estado. Despertar ciência é uma atividade de rotina que deve fazer parte do projeto educacional de qualquer escola e os alunos convivendo com um ambiente de inovação e tecnologia realmente motiva, uma troca de experiências, é um diferencial para esses alunos no futuro", afirmou o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla.

O Senai, por sua vez, apresentou aos visitantes da Semana de Ciência e Tecnologia a realidade aumentada, tecnologia presente na Indústria 4.0 e em alguns materiais didáticos da instituição, e aproveitou o evento para divulgar os cursos Desvendando a Indústria 4.0, fundamentos para rotina administrativa e fundamentos de gestão de pessoas, todos oferecidos na modalidade EaD (Educação a Distância).

Segundo diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, é um dever da instituição participar de tudo o que envolve ciência e tecnologia. "Precisamos a cada momento desvendar os novos mistérios da Indústria 4.0, dissipar isso de uma forma mais clara para as indústrias e aqui é um ponto em que temos relação educacional, passando informações para os alunos e estudantes. Também estamos divulgando para esses jovens alguns cursos na modalidade EAD (Educação a Distância), como o Desvendando a Indústria 4.0, que prepara esses jovens para essa nova realidade tecnológica", destacou.

Já o IEL fez sucesso com os jovens presentes no evento com sua roleta interativa, em que os participantes recebem desafios ao girar a roleta e, ao concluir a prova, são premiados com um brinde do instituto. Na ocasião, também foram oferecidas vagas de estágio para alunos do Ensino Médio e do curso técnico em segurança do trabalho e para acadêmicos dos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Química, Administração, Contabilidade e Engenharia de Produção. "É muito importante todo evento que envolve estudantes e tecnologia nós estamos presentes. Estamos aqui divulgando o IEL e nossas vagas de estágio, que esse é o nosso papel", finalizou o superintendente do IEL, José Fernando do Amaral.

Envie seu Comentário