13/10/2017 07h40

Padre do Santuário de Aparecida alfineta Temer por ausência em celebração

Reitor do Santuário Nacional diz que presidente foi convidado para evento que reúne 200 mil neste dia 12; "De repente, a assessoria não se atentou

IG
 
 
Felipe Guimarães/Santuário Nacional Fiéis celebram o 12 de outubro no Santuário de Aparecida Fonte: Último SegundoFelipe Guimarães/Santuário Nacional
Fiéis celebram o 12 de outubro no Santuário de Aparecida
Fonte: Último Segundo

O Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, no município de Aparecida (SP), recebe cerca de 200 mil visitantes para as celebrações em nome da padroeira do Brasil neste feriado (12). O número supera em 30 mil a estimativa inicial de público. E isso mesmo com o flagrante de uma importante ausência: a do presidente Michel Temer.

"Nós o convidamos, mas não é tradição. Se eu fosse presidente do Brasil, viria. De repente, a assessoria [do presidente] não se atentou", alfinetou o padre João Batista de Almeida, reitor do Santuário Nacional de Aparecida , em conversa com jornalistas durante a cerimônia desta quinta-feira.

"A igreja está sempre de portas abertas a todos, são sempre bem-vindos. Mas não é tradição a presença de autoridades, a não ser Alckmin, que já vinha desde antes", disse o padre, destacando a presença do governador de São Paulo e possível candidato a presidente em 2018.

Geraldo Alckmin (PSDB) disse que rezou pelos doentes, pelos que sofrem e pelo seu filho Thomaz Rodrigues Alckmin, que morreu em abril de 2015 em uma queda de helicóptero. "É sempre uma emoção renovada, nossa senhora, padroeira do nosso país, a mãe nunca abandona, é amor, sempre está presente. É uma grande alegria".

O governador falou ainda que a sua presença na festa da santa padroeira do país não tem ligação com a política. "Não misturo política e religião. Se amanhã eu não for candidato a nada e não tiver nenhum cargo, continuarei vindo aqui na basílica, como faço há décadas."

Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-10-12/aparecida.html

Envie seu Comentário