15/02/2018 09h40

PM agradece a Beija-Flor por homenagem; 3 policiais foram mortos neste carnaval

Nas redes sociais, Polícia Militar do Rio de Janeiro parabenizou a escola e compartilhou fotos do carro alegórico que mostrava a violência contra policiais no desfile campeão de terça-feira (13).

G1
 
 

PM do RJ publicou mensagens nas redes sociais parabenizando a Beija-Flor pela homenagem feita durante o desfile campeão de terça-feira (13) aos policiais mortos e feridos no Rio. Somente neste carnaval, três PMs foram mortos no estado.

Em sua conta no Facebook, a PM compartilhou uma foto de integrantes da escola que simulavam um policial sendo ferido e a seguinte mensagem:

"Parabéns G.R.E.S Beija-Flor de Nilópolis ! A Polícia Militar fica feliz pelo reconhecimento ao nosso sacrifício ao lutar por esta população. #ValorizeQuemTeProtege"

Três PMs mortos no carnaval

Nste carnaval, três PMs foram mortos e dois baleados no estado do RJ. No sábado (10), o soldado Dejair Jardim do Nascimento, de 29 anos, foi morto, quando chegava a um mercado em São Gonçalo. Ele era lotado na UPP da Rocinha e foi enterrado na segunda-feira (12).

No dia seguinte, dois policiais foram baleados ao tentar impedir um assalto no Leblon. Um deles levou um tiro de raspão no rosto e o outro, na perna. O autor dos disparos foi identificado pela polícia e preso.

Já na manhã de terça-feira (13), o sargento Fábio Miranda da Silva foi baleado em uma suposta tentativa de assalto no Méier, na Zona Norte. Levou tiros no queixo, no tórax e na nuca e chegou a ser atendido no Hospital Municipal Salgado Filho, mas não resistiu.

 
Sargento da PM Fábio Miranda Silva, morto por bandidos no Méier, Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução/Redes sociais)Sargento da PM Fábio Miranda Silva, morto por bandidos no Méier, Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução/Redes sociais)

A mulher de Fábio fez um desabafo emocionado em uma rede social. "Tá sendo muito ruim a dor da perda e de suportar a sua ausência, muita dor, sem chão", postou a mulher do policial, que morava no Rio há pouco tempo. Ele era lotado no Batalhão de Polícia Rodoviária em Araruama, na Região dos Lagos, tinha 41 anos e deixou dois filhos.

À noite, no mesmo dia, o soldado André Luiz Xavier Barbosa, de 33 anos, estava em patrulhamento na Rua Pacheco Leão quando foi atropelado por uma moto e morreu. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O condutor da moto, Ricardo Matos, de 23 anos, também morreu.

Luiz Xavier era lotado na UPP Pavão-Pavãozinho/Cantagalo. O soldado deixou mulher e uma filha.

Envie seu Comentário