06/03/2018 12h30

Número de assinantes de TV paga recua 3,9% nos últimos 12 meses

Nesse período, as empresas perderam 729.017 assinantes, fechando janeiro de 2018 com 17.972.539 de contratos registrados.

Agência Brasil
 

Números divulgados ontem (5) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostram que a quantidade de consumidores do serviço de TV por assinatura no Brasil recuou 3,9% nos últimos 12 meses. Nesse período, as empresas perderam 729.017 assinantes, fechando janeiro de 2018 com 17.972.539 de contratos registrados.

Nos últimos 12 meses, a Claro aparece na frente entre as empresas com maior queda no número de assinantes: 8,41%, fechando janeiro com menos 829.397 contratos . Em segundo lugar aparece a Vivo com queda de 112.257 contratos e redução de 6,64%. Na terceira posição está a prestadora Nossa TV, que apresentou redução 2,34%, com menos 2.996 contratos.

Durante esse período, em números absolutos, o estado de São Paulo foi o que mais perdeu assinantes. Foram menos 400.675 contratos, recuo de 5,58%. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com uma redução de 3,65% e menos 92.898 assinantes do serviço. A Bahia vem em terceiro, com menos 32.157 contratos, queda de 5,32%.

Em termos percentuais, a Paraíba foi o estado que mais perdeu assinantes nos últimos 12 meses, com uma queda de 9,62% e menos 13.652 contratos. Depois vem o Amapá, com redução de 9,4% e menos 2.181 contratos, logo em seguida vem Sergipe, onde a redução de 8.638 assinantes representou uma queda 9,12% nos contratos.

Comparativo mensal

Ainda de acordo com a agência, o serviço de TV por assinatura permaneceu praticamente estável na comparação entre dezembro do ano passado e janeiro de 2018, apresentando uma redução de 0,16%, com menos 29.647 assinantes.

Na comparação entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018, os dados mostram que a Claro também é a empresa com a maior redução na quantidade de assinantes, em números absolutos, com uma queda de 38.348 contratos, redução de 0,42%. Em seguida aparece a Oi, com queda de 0,65% e redução de 9.862 contratos. Em terceiro ficou a Vivo, que teve redução de 3.084 contratos, queda de 0,19%.

Em termos absolutos, considerando o mesmo período, Santa Catarina aparece na frente, com 7.727 contratos cancelados, recuo de 1,12%. Em seguida vem o Rio de Janeiro com uma queda de 0,27% e menos 6.701 assinantes. Minas Gerais fecha a terceira posição com redução de 0,4% e menos 6.337 contratos.

Em termos percentuais, as maiores reduções foram registradas em Pernambuco, onde a queda foi de 1,41%, com menos 3.826 contratos; Santa Catarina, com redução de 1,12% na base de assinantes e menos 7.727 contratos, e o Ceará, onde a retração foi de 1,08%, registrando 4.253 contratos a menos.

Envie seu Comentário