Avassalador

Athletico bate bolivianos e vence a primeira na Libertadores 2019

Furacão não tomou conhecimento do adversário e goleou por 4 a 0 para delírio da torcida na Arena da Baixada

15/03/2019 07h10 - Lance

 

Na Arena da Baixada, o Athletico Paranaense se recuperou da estreia com derrota e massacrou o Jorge Wilstermann por 4 a 0. Com o resultado, o Furacão assumiu a vice-liderança do Grupo G, com três pontos. O clube boliviano é o lanterna, com apenas um.

Na próxima rodada, o Athletico recebe o Boca Juniors, na Arena. Enquanto isso, o Jorge Wilstermann visita o Tolima.

O duelo

Um Athletico avassalador. Apoiado pela torcida nas arquibancadas, a equipe de Tiago Nunes mostrou a sua força desde os primeiros minutos e abafava o Jorge Wilstermann, que diante do sufoco, apostava suas fichas no goleiro Giménez.

Aos 15 minutos, Renan Lodi saiu livre na grande área, matou no peito e pegou de primeira. Giménez caiu e espalmou de maneira fantástica.

Melhor em campo, o gol parecia questão de tempo e Nikão por muito pouco não tirou o zero do placar. Em chute de fora da área, o atacante viu o goleiro boliviano executar nova defesa.

De tanto insistir, o Athletico abiu o placar aos 31 minutos. Rony soltou a bomba, ela desviou em Marco Ruben e matou Giménez, 1 a 0.

Aos 36 minutos o segundo. Em rápido contra-ataque, Tomás Andrade avançou com a bola, arriscou da intermediária e Giménez, que foi tão bem ao longo da etapa inicial, aceitou de maneira bizarra, 2 a 0.

Se o Jorge Wilstermann sonhava com alguma reação na etapa final, ela foi por terra logo aos 4 minutos. Camacho deu belo passe para Renan Lodi, que invadiu a grande e bateu forte. Sem chances para o goleiro, 3 a 0.

Com o jogo decidido, o Athletico diminuiu o ritmo e levou o jogo como se fosse treino. Marcelo Cirino, que saiu do banco de reservas, colocou Renan Lodi para correr e o lateral achou Tomás Andrade. O camisa 8, sozinho na grande área, bateu por cima do gol.

Tímido no campo ofensivo, a primeira chance do Jorge Wilstermann só criou a primeira chance aos 37 minutos. Após cruzamento da direita, Serginho pegou de primeira e Santos fez milagre.

Ainda deu tempo do quarto gol. Na troca de passes, Brian Romero cruzou, Cirino desviou e Bruno Guimarães apenas empurrou para o fundo das redes.

ATHLETICO 4 X 0 JORGE WILSTERMANN

Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Data-Hora: 14/3/2019 – 21h15

Árbitro: Carlos Orbe (EQU)

Auxiliares: Christian Lescano (EQU) e Ricardo Barén(EQU)

Cartões amarelos: (CAP), Alex Silva, Aponte, Serginho, Cristián Chávez (WIL)

Gols: Marco Ruben (31’/1ºT), Tomás Andrade (36’/1ºT), Renan Lodi (04’/2ºT) e Bruno Guimarães (42’/2ºT)

ATHLETICO: Santos; Jonathan (Wellington, aos 10/2ºT), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho, Bruno Guimarães e Tomás Andrade; Nikão, Marco Ruben (Braian Romero, aos 34/2ºT) e Rony (Marcelo Cirino, aos 10/2ºT). Técnico: Tiago Nunes.

JORGE WILSTERMANN: Giménez; Meleán, Alex Silva, Zetneno e Aponte; Saucedo (Villarroel, aos 16/2ºT), Jorge Ortiz, José Núñez (Carlos Melgar, aos 12/2ºT), Cristián Chávez e Serginho; Lucas Gaúcho (Gilbert Álvarez, aos 12/2ºT). Técnico: Miguel Ángel Portugal.

Envie seu Comentário