07/01/2018 07h40

Circuito Mundial: Maria Elisa e Carol Solberg avançam à final na Holanda sem nenhum set perdido

Dupla brasileira venceu o torneio em 2017 e tenta repetir a conquista, novamente saindo do classificatório

Por: Tião Prado
 
 
Maria (esq) e Carol tentam bicampeonato na Holanda (Divulgação/FIVB)Maria (esq) e Carol tentam bicampeonato na Holanda
(Divulgação/FIVB)

As atuais líderes do ranking brasileiro começaram 2018 com tudo. Maria Elisa e Carolina Solberg (RJ) venceram três jogos neste sábado (06.01) e avançaram à final da etapa quatro estrelas de Haia (Holanda) do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018. A parceria superou jogos das oitavas, quartas e semifinal, e chega à decisão sem nenhum set perdido.

A final acontece neste domingo, às 11h35 (de Brasília), contra o time vencedor do duelo entre as norte-americanas Alix Klineman e April Ross contra as tchecas Hermannova/Slukova, que ocorre ainda neste sábado. Carol e Maria Elisa buscam o bicampeonato, já que em 2017 também venceram o torneio em Haia. Assim como neste ano, saindo do classificatório.

A vaga à final veio após vitória por 2 sets a 0 (21/19, 21/19) sobre as suíças Nina Betschart e Tanja Huberli, em 55 minutos de duração. Maria Elisa analisou o bom momento ao lado de Carol e explicou a excelente relação que possui com a Holanda e os holandeses.

"O sentimento principal é de notar que Carol e eu estamos no caminho certo, nossas energias são parecidas e isso é muito importante. Tem sido assim desde o início da nossa parceria. Ainda não completamos nem um ano como time e já colhemos bons resultados, fico muito feliz com isso e queremos crescer mais. É esse o caminho", disse Maria, que completou.

"Tenho uma paixão pela Holanda. Conheci uma família 14 anos atrás e eles se tornaram mais que amigos. Foram ao meu casamento no Brasil, aos Jogos Olímpicos, ficando em minha casa. Sempre vão aos torneios pela Europa, me apoiam. É muito especial. O pai da família faleceu dois anos atrás e sinto que ele está sempre comigo, um ‘anjinho’".

Na primeira rodada do dia, pelas oitavas de final, Maria Elisa e Carol superaram sobre as polonesas Kociolek/Kolosinska por 2 sets a 0 (21/16, 21/8), em 32 minutos. Horas mais tarde, pelas quartas, vitória sobre as alemãs Kim Behrens/Sandra Ittlinger, também em sets diretos (21/18, 21/17), em 37 minutos de duração.

Outras duas duplas brasileiras acabaram eliminadas do torneio feminino neste sábado (06.01). Ágatha e Duda (PR/SE) foram superadas justamente pelas suíças Nina e Tanja nas oitavas de final, por 2 sets a 0 (22/20, 21/16), em 39 minutos de jogo.

Já Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ) caíram nas quartas de final, ao serem superadas por 2 sets a 0 (21/16, 21/13), em 35 minutos, pelas norte-americanas Alix Klineman e April Ross. Antes, pelas oitavas, as brasileiras haviam vencido as também norte-americanas Kelly Claes e Sara Hughes por 2 sets a 0 (22/20, 21/19), em 38 minutos. Elize Maia e Taiana (ES/CE) acabaram deixando o torneio na primeira fase, por conta de uma lesão da capixaba.

 
Dupla comemora vitória na semifinal da etapa de Haia (Divulgação/FIVB)Dupla comemora vitória na semifinal da etapa de Haia
(Divulgação/FIVB)

Masculino

O dia foi de luta, mas eliminações para as duplas brasileiras em Haia. Vitor Felipe e Guto (PB/RJ) acabaram superados nas oitavas de final pelos italianos Marco Caminati e Alex Ranghieri, após uma longa disputa decidida no tie-break (10/21, 22/20, 15/6), em 47 minutos.

Pedro Solberg e George venceram na repescagem, mas caíram na fase seguinte. No primeiro jogo do dia, vitória por 2 sets a 0 (21/17, 22/20) sobre os tchecos Perusic e Schweiner, mas nas oitavas o time foi superado pelos letões Plavins e Tocs: 2 a 0 (27/25, 23/21), em 47 minutos.

A dupla campeã da etapa de Haia recebe 800 pontos no ranking geral, além de 20 mil dólares em premiação. Nos oito torneios realizados em Haia, todos com competição nos dois naipes, o Brasil conquistou dez ouros (três com os homens e sete com as mulheres).

O Brasil é o atual campeão do Circuito Mundial em ambos os naipes, com Larissa/Talita (PA/AL) e Evandro/André Stein (RJ/ES). Após a etapa de Haia, a segunda parada ocorre em Shepparton, na Austrália, em um torneio de uma estrela disputado de 1 a 4 de fevereiro, mas que não contará com duplas brasileiras.

Envie seu Comentário