21/04/2018 14h20

Quase um ano após demissão, Rogério Ceni volta a se aproximar do São Paulo

O ex-goleiro voltou a se aproximar do clube em que construiu a vitoriosa carreira.

FOLHAPRESS
 

Pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo enfrenta o Ceará, neste domingo (22), em Fortaleza. Na tribuna, existe a possibilidade de estar na torcida um dos maiores ídolos da história do clube paulista, Rogério Ceni. Quase um ano após ser demitido do cargo de treinador, o ex-goleiro voltou a se aproximar do clube em que construiu a vitoriosa carreira.

Apesar de a saída do São Paulo ter sido obviamente traumática para o ex-goleiro, ele não guardou ressentimento de funcionários do clube ou de jogadores. O time, por sua vez, também jamais deixou de reconhecer a importância de Ceni. As mágoas e as divergências ficaram todas concentradas entre o ex-goleiro e o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Em algumas oportunidades no decorrer do último ano, o dirigente criticou, mesmo que de modo velado, o astro. Nesta semana, por exemplo, quando foi apresentar o meia atacante Everton como reforço, ele fez questão de classificar Raí - diretor executivo de futebol do São Paulo - como o maior ídolo da história do clube. Por outro lado, Ceni publicou algumas mensagens na internet com indiretas ao dirigente, como quando falou que "canalhas também envelhecem". Segundo apurou a reportagem, não houve qualquer tipo de tentativa de retomar uma relação harmônica entre o presidente e o goleiro neste período.

Mesmo assim, a aproximação com os amigos e funcionários acontece de maneira natural. Por isso, a situação com o restante do clube é bem diferente. A diretoria do Fortaleza, onde Ceni trabalha hoje, acertou com o São Paulo para a equipe nordestina fazer um treino no CT da Barra Funda na última segunda-feira. Apesar de os jogadores do time paulista estarem concentrados para estrear no Brasileirão, o clube abriu uma exceção e liberou as instalações para Ceni e seus pupilos. O encontro foi bastante positivo e o ídolo colocou a conversa em dia com os amigos. Dirigentes e funcionários do Tricolor ainda são bastante próximos do ex-goleiro.

Por isso, mesmo que não vá para o estádio acompanhar o jogo por algum motivo, não é de se estranhar que Ceni encontre com a delegação tricolor em Fortaleza, para desejar boa sorte e conversar com os amigos. Afinal, a equipe viaja neste sábado para a capital do Ceará, onde Ceni hoje trabalha, e convites por parte dos são-paulinos não devem faltar.

Envie seu Comentário