18/02/2018 09h

Superliga Cimed masculina 17/18: Sesc RJ vence Lebes Canoas e segue na cola do líder

Equipe carioca fez 3 sets a 1 em jogo realizado em Capão da Canoa (RS) e se mantém na segunda posição, com um ponto a menos que o Sada Cruzeiro (MG).

Por: Tião Prado
 
 
Minas 1 x 3 EMS Taubaté Funvic (Orlando Bento/MTC)Minas 1 x 3 EMS Taubaté Funvic
(Orlando Bento/MTC)

Sesc RJ e Lebes Canoas (RS) se enfrentaram em jogo descentralizado, em Capão da Canoa (RS), na noite deste sábado (17.02), pela sexta rodada do returno da Superliga Cimed masculina de vôlei 2017/2018. Em partida equilibrada, o time do Rio de Janeiro (RJ) levou a melhor e venceu por 3 sets a 1 (22/25, 25/14, 25/21 e 25/23), no ginásio Otto Birlem.

O oposto Renan saiu de quadra como maior pontuador do confronto, com 19 acertos, sendo 16 de ataque, um de saque e dois de bloqueio. Mais votado no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), o ponteiro João Rafael foi premiado com o Troféu VivaVôlei Cimed.

Com a vitória, o Sesc RJ seguiu na segunda colocação, na cola do líder Sada Cruzeiro (MG). O time carioca soma 45 pontos, apenas um a menos do que a equipe mineira. O EMS Taubaté Funvic (SP) é o terceiro colocado, com 39 pontos, seguido pelo Sesi-SP (38), e Minas Tênis Clube (MG), que tem 34 pontos.

Após a partida, o capitão do Sesc RJ, Maurício Souza, fez questão e elogiar o adversário desta noite. "O Lebes Canoas jogou muito bem e, por outro lado, nosso time errou demais. O nosso mérito foi não perder a paciência em momento algum da partida. Agora, virou a página. Na quarta já tem mais um jogão e temos que nos preparar melhor", afirmou Maurício.

Na sétima rodada do returno, o Lebes Canoas enfrentará o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) na casa do adversário, na próxima quarta-feira (21.02), às 19h30. O Sesc RJ jogará no mesmo dia, às 20h, quando receberá o JF Vôlei (MG) no Rio de Janeiro (RJ).

Outros resultados da noite

Nos outros jogos da noite, o Corinthians-Guarulhos (SP) esteve em Campinas (SP) e levou a melhor sobre o Vôlei Renata (SP) por 3 sets a 1. A equipe do líbero Serginho fez parciais de 25/21, 22/25, 25/21 e 25/22, com destaque para o central Riad, premiado com o Troféu VivaVôlei Cimed. O oposto Leandro Vissotto, do time campineiro, foi o maior pontuador da partida, com 15 acertos, todos em ataque.

Também fora de casa, o EMS Taubaté Funvic (SP) venceu o Minas Tênis Clube (MG) por 3 sets a 1, com parciais de 25/23, 29/31, 25/15 e 25/16. O central Otávio teve atuação destacada e recebeu o Troféu VivaVôlei Cimed após ser eleito, pela comissão técnica do seu time, o melhor em quadra. Outro destaque ficou por conta do ponteiro Ivovic, maior pontuador do confronto, com 18 pontos, sendo 12 de ataque, cinco de saque e um de bloqueio.

Em mais uma partida onde o visitante levou a melhor, o Sesi-SP bateu o Montes Claros Vôlei (MG) também por 3 a 1 (22/25, 25/20, 25/20 e 25/21). O ponteiro campeão olímpico, Lipe, foi o nome do time paulista e saiu de quadra com o Troféu VivaVôlei Cimed em mãos. Apesar da derrota do seu time, o ponteiro Lisandro Zanotti foi quem mais marcou ao fazer 18 pontos (16 de ataque, um de saque e um de bloqueio).

No duelo paranaense, muito equilíbrio. No final, o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR) conseguiu a primeira vitória na Superliga Cimed 17/18 ao bater o Ponta Grossa Caramuru (PR) por 3 sets a 2 (20/25, 25/15, 25/9, 17/25 e 15/11). O levantador campeão olímpico e presidente do clube de Maringá, Ricardinho, foi eleito o melhor do jogo e, por isso, recebeu o Troféu VivaVôlei Cimed.

O JOGO

Rodrigo abriu o placar do jogo para o Lebes Canoas. Tiago Barth respondeu para o Sesc RJ. Novamente com Rodrigo, o time da casa abriu 3/1. No ace de Barth, 3/3. A equipe carioca assumiu o comando do placar e abriu dois de vantagem em 8/6. No bloqueio de Maurício Borges, o Sesc RJ marcou 10/7 e Marcel Matz pediu tempo. O Lebes Canoas reagiu e deixou tudo igual em 13/13. No ponto de saque de Abouba, 14/13 e foi a vez de Giovane pedir tempo. No bom saque de Matheus, o Lebes Canoas chegou a 18/15. Quando o Sesc RJ fez 18/20, o treinador da equipe da casa parou o jogo com pedido de tempo. Bem no saque, o grupo gaúcho abriu vantagem novamente (22/18) e Giovane pediu tempo. A equipe carioca encostou em 22/23. Com Abouba, o Lebes Canoas fechou em 25/22.

No bom saque de Tiago Barth, o Sesc RJ abriu 4/1 logo no começo do segundo set. Em grande levantamento de Thiaguinho para Maurício Borges, o time carioca chegou a 8/4. Quando a vantagem passou a cinco pontos (9/4), o treinador do Lebes Canoas pediu tempo. Na volta, ponto de saque de Maurício Souza e 10/4. No bloqueio de Tiago Barth, 11/4. Contando com erros do adversário, o Sesc RJ marcou 15/9. Após ver o time carioca marcar mais dois pontos (17/9), o técnico da casa pediu tempo. No ace de João Rafael, 19/10. Tiago Barth bloqueou e o Sesc RJ fez 21/13. Maurício Borges fechou em 25/14.

O terceiro set começou com equilíbrio. O placar esteve igual em 5/5. Contando com erros do Sesc RJ, o Lebes Canoas abriu boa vantagem em 9/5. O time do Rio de Janeiro reagiu, empatou em 9/9 e, com Renan, assumiu o comando do marcador. Embalado pela torcida de Capão da Canoa, o Lebes Canoas colocou três de diferença em 16/13. Com força, o Sesc RJ buscou e, em boa passagem de Maurício Souza pelo saque, encostou em 17/18. A reta final do set voltou a ganhar equilíbrio, com o empate em 20/20. João Rafael fez 22/21. E, no final, a equipe do Sesc RJ fechou em 25/21.

No quarto set, as equipes seguiram se enfrentando em pé de igualdade. Com Maurício Borges, o Sesc RJ colocou um de vantagem em 10/9. No ponto de saque de Eduardo, o Lebes Canoas marcou 11/10. A equipe visitante fez 14/13 e Marcel Matz pediu tempo. O set seguiu com equilíbrio. O time do Rio Grande do Sul abriu dois de frente em 19/17 e depois em 22/20. No bloqueio de Tiago Barth, 22/22. No final, vitória do Sesc RJ por 25/23.

EQUIPES

LEBES CANOAS – Pedro, Abouba, Michel, Matheus, Eduardo e Rodrigo. Líbero – Pallotti

Entraram – Maurício, Rodrigues, Leandrão

Técnico: Marcel Matz

SESC RJ – Thiaguinho, Renan, Tiago Barth, Maurício Souza, João Rafael e Maurício Borges. Líbero – Tiago Brendle

Entraram – Everaldo, PV, Japa

Técnico: Giovane Gávio

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 2017/2018

Sexta rodada do returno

16.02 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 0 JF Vôlei (MG), às 20h, no ginásio Riacho, em Contagem (MG) (25/20, 25/21 e 25/19)

17.02 (SÁBADO) – Vôlei Renata (SP) 1 x 3 Corinthians-Guarulhos (SP), às 18h, no Taquaral, em Campinas (SP) (21/25, 25/22, 21/25 e 22/25)

17.02 (SÁBADO) – Minas Tênis Clube (MG) 1 x 3 EMS Taubaté Funvic (SP), às 18h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG) (23/25, 31/29, 15/25 e 16/25)

17.02 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) 1 x 3 Sesi-SP, às 19h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) (25/22, 20/25, 20/25 e 21/25)

17.02 (SÁBADO) – Ponta Grossa Caramuru (PR) 2 x 3 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 20h, na Arena Multiuso, em Ponta Grossa (PR) (25/20, 15/25, 9/25, 25/17 e 11/15)

17.02 (SÁBADO) – Lebes Canoas (RS) 1 x 3 Sesc RJ, às 21h, no ginásio Otto Birlem, em Capão da Canoa (RS) (25/22 14/25 21/25 23/25)

Envie seu Comentário