04/11/2017 16h50

Fronteira: Corpo carbonizado com sinais de facadas é encontrado por populares

Vítima teria sido queimada quando ainda estava viva

Midiamax
 
 
Foto: Direto das RuasFoto: Direto das Ruas

Corpo de um homem foi encontrado carbonizado na manhã deste sábado (4) próximo a uma colônia em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com Ponta Porã. Antes de ser queimada, a vítima teria sido atacada com um facão.

De acordo com informações do site Porã News, trabalhadores da colônia Guavira encontraram o corpo por volta das 6 horas em um pasto a cerca de 50 quilômetros da fronteira com Ponta Porã. O homem tinha diversos ferimentos provocados por facão e, segundo informações preliminares, teria sido queimado ainda quando estava vivo.

O homem tinha uma tatuagem de coração com os nomes "Pedro e Verônica" no braço direito o que ajudou no reconhecimento da vítima, já que não foi possível coletar impressões digitais.

O corpo foi encaminhado ao IML do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero a espera do reconhecimento de algum familiar.

No início da tarde desse sábado, a mãe reconheceu o corpo do filho pela tatuagem. A vítima foi identificada como Pedro Espindola Velazquez , de 34 anos. Velazquez era acusado de ter executado a tiros o suboficial Osmar Gimenez, durante um assalto ocorrido em 09 de fevereiro de 2016.

Abaixo, foto com imagem forte do corpo carbonizado.

 
 
Pedro Espindola VelazquezPedro Espindola Velazquez

Envie seu Comentário